Apontamentos de Yvonne Maggie relativos ao processo de José Joaquim da Silva, contendo os seguintes itens descritivos elaborados pela Polícia do Rio de Janeiro: Aparentemente, o acusado inicial é José...

Sobre a consulta
Manuscrito

Identificação:

Classificação: YM mf p 12
Série: mf - Medo do Feitiço

Subsérie: p - Processos

Data de produção: 02.01.1902 (Data certa)

Quantidade de documentos: 1 (7 páginas com informação)
Ver Documento  

Arquivo:

Resumo:

Apontamentos de Yvonne Maggie relativos ao processo de José Joaquim da Silva, contendo os seguintes itens descritivos elaborados pela Polícia do Rio de Janeiro: Aparentemente, o acusado inicial é José Joaquim da Silva por, supostamente, realizar casamentos e batizados em sua casa, onde também é a sede do Centro Espírita do qual é presidente. A denúncia foi feita, aparentemente, por João Batista F. Dantas, negociante local. O mesmo fora contra-acusado pelo presidente do Centro Espírita de ter aparecido em um “festejo de ano bom” (01/01/1902), no referido Centro, com um grupo de cerca de 20 pessoas com aspecto agressivo e ameaçando atear fogo na dita casa com querosene; Fora mencionado o grupo espírita “Irmandade Beneficente de São Jorge”, localizado na Rua do Governo, no local conhecido como “Barata” – Realengo (sem numeração específica); Art. 157; Data: 02/01/1902. Processo arquivado.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.



CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados