ALMEIDA, ANTONIO ALVES DE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: ALMEIDA, Antônio Alves de
Nome Completo: ALMEIDA, ANTONIO ALVES DE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
ALMEIDA, ANTÔNIO ALVES DE

ALMEIDA, Antônio Alves de

*pres. CNTC 1964-.

Antônio Alves de Almeida foi empossado na presidência da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio (CNTC) em fevereiro de 1964, após um breve período de intervenção do Ministério do Trabalho na entidade, ocasionada pelo impasse surgido com o resultado das eleições daquele ano, em que as duas chapas concorrentes tiveram o mesmo número de votos.

A chapa da situação, encabeçada por Antônio Alves de Almeida, foi favorecida pela decisão do ministério, que a declarou vencedora em detrimento da chapa de oposição, apoiada pelo Comando Geral dos Trabalhadores (CGT), organização sindical não-oficial integrada por trabalhistas, socialistas e comunistas.

Após a deposição do presidente João Goulart pelo movimento político-militar de 31 de março desse mesmo ano, a CNTC apresentou ao ministro do Trabalho, Arnaldo Sussekind, uma proclamação em que consignava sua solidariedade ao novo governo.

Antônio Alves de Almeida viajou em julho de 1965 para Amsterdã (Holanda), onde representou os comerciários brasileiros no VIII Congresso da Confederação Internacional das Organizações Sindicais Livres (CIOSL). Antes de regressar ao Brasil, visitou os Estados Unidos a convite do governo daquele país, a fim de conhecer a organização sindical lá existente.

Em novembro do mesmo ano, integrou a delegação brasileira junto à Conferência Internacional de Empregados e Técnicos, realizada no Rio de Janeiro, sendo escolhido presidente do encontro pelos representantes dos 25 países presentes.

As eleições de 1966 determinaram sua permanência na presidência da CNTC. Nesse ano foi relançado o Boletim da Confederação, cuja publicação havia sido suspensa por problemas financeiros.

Em 1967, Antônio Alves de Almeida retornou à Europa, visitando França, Alemanha, Inglaterra, Espanha e Portugal, a convite dos respectivos governos, para melhor conhecer o sindicalismo desses países.

Foi reeleito em 1968 para a presidência da CNTC. No ano seguinte, participou da Conferência Internacional dos Ministros do Trabalho, realizada em Washington.

Em 1970, a direção da CNTC decidiu transferir a sede da entidade para Brasília, o que se concretizou sob a direção de Antônio Alves de Almeida, eleito para outro mandato em março do mesmo ano.

Na inauguração da nova sede da CNTC em Brasília, em 1971, Antônio Alves de Almeida salientou que a solenidade realizava-se no mesmo dia em que se comemorava o sétimo aniversário da Revolução de 1964, para deixar bem claro o apreço dos trabalhadores pelos governos revolucionários.

Reeleito em 1972, compareceu ao congresso da Retail Clerks International Association, no Havaí, a convite de dirigentes sindicais norte-americanos.

A partir da eleição de 1974, os mandatos na CNTC passaram de dois para três anos. Mais uma vez saiu vitoriosa a chapa encabeçada por Almeida. Em 1976, a CNTC homenageou os dirigentes da AFLCIO, central sindical norte-americana, em visita ao Brasil.

Antônio Alves de Almeida foi sucessivamente reeleito em 1977 e 1980. Durante sua gestão, a CNTC patrocinou a publicação do Jornal dos Trabalhadores do Comércio.

 

FONTES: CONF. NAC. TRAB. COMÉRCIO; Jornal dos Trab. do Comércio do Brasil (12/75, 1, 5, 6 e 8/76).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados