ANDRADE, Ariston

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: ANDRADE, Ariston
Nome Completo: ANDRADE, Ariston

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
ANDRADE, Ariston

ANDRADE, Ariston

*dep. fed. BA 1999-2002.

 

                Ariston Correia Andrade nasceu em Monte Santo (BA) no dia 9 de novembro de 1942, filho de José Correia da Silva e de Guilhermina Mara de Andrade.

                Formou-se em medicina pela Escola Baiana de Medicina e Saúde Pública em 1973. No período 1974-1977 foi fundador, diretor-técnico e diretor administrativo do Hospital Monsenhor Berengue, em Monte Santo. Em 1976, tornou-se membro da Academia de Medicina de Salvador e do Colégio Brasileiro de Administração Hospitalar. Como médico perito, também atuou regionalmente no Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural) de 1976 a 1982. Em 1977 trabalhou na Secretaria Municipal de Saúde de Monte Santo e especializou-se em administração hospitalar na Fundação São Camilo, em São Paulo. Em 1978, tornou-se membro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.

                Filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena), sendo presidente do seu diretório municipal em Monte Santo de 1976 a 1981. Com o fim do bipartidarismo, em 1979, e o surgimento do Partido Democrático Social (PDS), que sucedeu à Arena, assumiu a presidência do diretório municipal do novo partido em Monte Santo, no período de 1981-1986. Nesse último ano, transferiu-se para o Partido da Frente Liberal (PFL), dissidência surgida no PDS, por conta das disputas sucessórias na sigla no fim do último governo do Regime Militar, o do general João Batista Figueiredo (1979-1985). No PFL também exerceu os cargos de presidente do diretório municipal em Monte Santo, de 1986-1992, e de delegado no período de 1992-1993. Foi também membro do diretório estadual do partido, em 1993, e vice-líder do bloco parlamentar que aglutinava o PFL e o Partido Social-Trabalhista (PST) em 2001-2002.

                Eleito prefeito de Monte Santo, em 1983, pela legenda do PFL, idealizou o Museu do Sertão, sendo este inaugurado em 1981. O objetivo do museu era retratar o episódio de Antonio Conselheiro em Canudos.

                Foi eleito deputado estadual pela Bahia, no pleito de 1990, pela legenda do PFL. Renunciou ao cargo em dezembro de 1992, quando elegeu-se prefeito da cidade de Monte Santo, cargo que ocupou até o fim do ano de 1996.

                Concorreu ao mandato de deputado federal pela Bahia, em 1998, obtendo apenas uma suplência. Assumiu o mandato, porém, na legislatura de 1999 a 2003. Na Câmara, fazia parte do grupo de parlamentares baianos liderados por Antonio Carlos Magalhães.

                No ano de 2001, fez parte da Comissão de Seguridade Social e Família, da qual se tornou relator. Nesse período, foi criado o Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza, em que prevaleceu na íntegra a emenda substitutiva de sua autoria cujo objetivo era distribuir os recursos obtidos às famílias com renda per capita abaixo da linha de pobreza. Fez parte, como titular, de comissões permanentes como Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática, Desenvolvimento Urbano e Interior e Alimentos Geneticamente Modificados, além de participar do Grupo de Trabalho para a Transposição do Rio São Francisco.

No ano de 2008, elegeu-se vereador de Monte Santo, pela legenda do Democratas (DEM), que veio a substituir o PFL.

Casou-se com Joselice Barreto dos Santos Andrade, com quem teve dois filhos.

 

Hugo Monção de Mattos Corrêa Rosa e Silva

 

FONTES: Bahia Agora. Disponível em : <http://www.bahiagora.com.br>. Acesso em : 06 maio 2009; BSN-Boletim Supernovas. Disponível em : <http://www.boletimsupernova.com.br>. Acesso em : 06 maio 2009; Portal Direto2. Disponível em : <http://www.direito2.com.br>. Acesso em : 06 maio 2009; Política Livre. Disponível em : <http://www.politicalivre.com.br>. Acesso em : 06 maio 2009; Portal da Assembléia Legislativa da Bahia. Disponível em : <http://www.al.ba.gov.br/deputados/cfm>. Acesso em : 06 maio 2009;  Portal da Câmara dos Deputados. Disponível em : <http://www.camara.gov.br>. Acesso em : 06 maio 2009. 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados