ANTONIO DE SOUSA NOSCHESE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: NOSCHESE, Sousa
Nome Completo: ANTONIO DE SOUSA NOSCHESE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
NOSCHESE, SOUSA

NOSCHESE, Sousa

*rev. 1932; dep. fed. SP 1951, 1952, 1953 e 1954-1955.

 

Antônio de Sousa Noschese nasceu em São Paulo no dia 21 de setembro de 1882, filho de José Noschese e de Madalena Noschese.

Formou-se em ciências econômicas e contábeis pelo Instituto de Comércio de São Paulo, em engenharia química pelo Instituto Mackenzie, em São Paulo, e em engenharia elétrica pela Escola Internacional Scranton, na Pensilvânia, EUA.

Transferindo-se para o Rio de Janeiro, então Distrito Federal, aí passou a trabalhar em 1905 numa empresa de fundições, só retornando a São Paulo em 1910 para organizar a Fundição Industrial Paulista. Em 1930 ingressou no Partido Democrático, onde ocupou cargos de destaque. Ao eclodir a Revolução Constitucionalista em julho de 1932, determinou que todos os seus filhos se alistassem como voluntários e assumiu, no posto de major, o comando do Batalhão Marcondes Salgado. Para auxiliar a revolução, adaptou sua indústria aos fins de guerra, passando a produzir granadas e bombas.

Em 1936 foi segundo-secretário da Confederação Industrial do Brasil (CIB). Em 1942, durante a Segunda Guerra Mundial, em pleno período de escassez de matérias-primas, laminou uma chapa de aço grosso pela primeira vez no Brasil, oferecendo-a ao presidente da República Getúlio Vargas.

Foi um dos fundadores, em 1945, da União Democrática Nacional (UDN), em cuja legenda candidatou-se a deputado federal no pleito de outubro de 1950. Obteve apenas a segunda suplência, assumindo a cadeira na Câmara nos períodos de novembro a dezembro de 1951, de março a agosto de 1952, de maio a agosto de 1953 e de junho de 1954 a janeiro do ano seguinte.

Engenheiro industrial especializado em metalurgia e esmaltes, ocupou a direção da Comércio e Indústria Sousa Noschese, da Companhia Brasileira de Imóveis e da Metalúrgica Ferrotil. Foi ainda fundador e diretor do Sindicato dos Contabilistas do Estado de São Paulo, diretor da Bolsa de Mercadorias de São Paulo, e primeiro-secretário e vice-presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP-CIESP).

Faleceu em São Paulo no dia 5 de outubro de 1962.

Foi casado com Maria Musco Noschese, com quem teve oito filhos, entre os quais Rafael Noschese, presidente da FIESP-CIESP entre 1962 e 1966.

 

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados federais. Inventário; CISNEIROS, A. Parlamentares; CONF. NAC. IND.; Estado de S. Paulo (6/10/62); MACEDO, N. Aspectos; SOC. BRAS. EXPANSÃO COMERCIAL. Quem; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (2).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados