ARANDA, JOSE CALVENTE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: ARANDA, José Calvente
Nome Completo: ARANDA, JOSE CALVENTE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:

ARANDA, José Calvente

* militar; comte. V DN 1975; comte. IV DN 1977-1979; ch. EMA 1983-1984.

 

José Calvente Aranda nasceu no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, em 25 de novembro de 1921, filho de Salvador Calvente Aranda e de Marieta de Melo Calvente.

Fez os primeiros estudos no Instituto Lafayette, no Rio, e no Colégio Arquidiocesano, em São Paulo. Tendo ingressado na Escola Naval em março de 1940, em janeiro de 1944 foi declarado guarda-marinha do corpo de Armada. Foi promovido a segundo-tenente, em agosto de 1944; a primeiro-tenente, em agosto de 1945; e a capitão-tenente em setembro de 1950.

De 1950 a 1954 – ano em que foi promovido a capitão-de-corveta –, esteve lotado no Comando do III Distrito Naval, em Natal. Nessa patente, exerceu interinamente o comando da Capitania dos Portos do Estado de São Paulo. Foi também chefe do Departamento de Armamento e comandou o contratorpedeiro Beberibe.

Em janeiro de 1960, foi promovido a capitão-de-fragata. Concluiu em seguida o curso da Escola de Guerra Naval, sendo posteriormente designado instrutor da instituição. No Ministério da Marinha, entre janeiro e setembro de 1961, à época ocupado pelo almirante Sílvio Heck, foi designado sucessivamente oficial de gabinete, assessor parlamentar e secretário do ministro. Comandou também o Corpo de Alunos da Escola Naval. Foi ainda designado encarregado do material da Comissão Naval Brasileira, em Washington.

Promovido a capitão-de-mar-e-guerra em agosto de 1966, nos anos seguintes chefiou o Departamento de Assistência Social da Diretoria de Pessoal da Marinha; foi diretor do Colégio Naval, em Angra dos Reis (RJ); e comandou o Esquadrão de Minagem e Varredura. Exerceu ainda a chefia de gabinete do Estado-Maior da Armada (EMA).

De dezembro de 1971 – quando subiu ao posto de contra-almirante – aos meses iniciais de 1975, exerceu sucessivas atribuições na Escola Superior de Guerra (ESG), tendo, ao longo deste período, sido diretor do Curso de Atualização e do Curso Superior de Guerra.

Promovido a vice-almirante em março de 1975, foi em seguida indicado para o comando do V Distrito Naval, em Belém. Em setembro seguinte, no entanto, deixou a função para assumir a vice-chefia do Estado-Maior das Forças Armadas, cargo que exerceu até agosto de 1977. Nesta ocasião, foi designado comandante do IV Distrito Naval, em Florianópolis, no qual permaneceu até dezembro de 1979, após ter sido promovido a almirante-de-esquadra.

Ainda em fins deste último ano, Aranda foi nomeado diretor-geral da Diretoria de Pessoal da Marinha e secretário-geral da Marinha. Em 1983, assumiu a chefia do EMA, sucedendo a José Gerardo Teófilo Albano de Aratana. Deixou o cargo no início de 1984, sendo substituído por Rafael de Azevedo Branco. Em seguida, passou à reserva. Ainda no mesmo ano, tornou-se diretor da Construtora Camargo Correia, atuando como representante de uma de suas subsidiárias em Brasília.

Voltando para o Rio de Janeiro em 1990, deixou de exercer qualquer atividade profissional.   

Durante sua carreira militar, fez ainda o curso superior de guerra da ESG.

Casou-se com Áurea Campos Aranda, com quem teve dois filhos.

 

FONTES: Almanaque da Marinha (1972); CURRIC. BIOG.; Globo (15/4/81); INF. BIOG.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados