AROLDO CARNEIRO DE CARVALHO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: CARVALHO, Aroldo
Nome Completo: AROLDO CARNEIRO DE CARVALHO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
CARVALHO, AROLDO

CARVALHO, Aroldo

*dep. fed. SC 1959-1975.

 

Aroldo Carneiro de Carvalho nasceu em Canoinhas (SC) no dia 11 de julho de 1922, filho de Benedito Terésio de Carvalho Júnior e de Gertrudes Alves Carneiro de Carvalho.

Estudou no Colégio Coração de Jesus e no Grupo Escolar Ana Cidade, ingressando em 1933 no Ginásio Paranaense, em Curitiba, onde concluiu o curso secundário em 1937. Após cursar o pré-jurídico na capital paranaense de 1938 a 1939, ingressou no ano seguinte na Faculdade de Direito da Universidade do Paraná, pela qual se diplomou em 1944. De volta à sua cidade natal, instalou um escritório de advocacia.

Com a desagregação do Estado Novo e o início da redemocratização do país em 1945, filiou-se à União Democrática Nacional (UDN), em cuja legenda se elegeu em janeiro de 1947 deputado à Assembléia Constituinte de Santa Catarina. Após participar dos trabalhos constituintes, exerceu seu mandato até janeiro de 1951, ano em que foi escolhido presidente da Associação Rural de Canoinhas e da Federação das Cooperativas de Produtores de Mate de Santa Catarina.

Em 1954 assumiu a Secretaria de Viação e Obras Públicas de Santa Catarina, convidado pelo governador Protógenes Vieira. Mantido pelo sucessor deste, Jorge Lacerda, exerceu a função até outubro de 1958, quando se elegeu deputado federal por seu estado, sempre na legenda da UDN. Assumindo mandato em fevereiro do ano seguinte, em abril de 1961 tornou-se vice-líder de seu partido na Câmara e, ainda nesse ano, subsecretário do diretório nacional da UDN, cargo no qual permaneceria até 1963. Ainda em 1961, atuou como observador parlamentar na reunião do Comitê Interamericano Econômico e Social (CIES), celebrada em Punta del Este, no Uruguai.

Reeleito em outubro de 1962, foi enviado no ano seguinte como observador parlamentar à XVII Sessão da Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque, integrando dois anos depois a delegação brasileira à reunião da Associação Interamericana de Municípios, realizada em Louisville, nos EUA.

Com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a conseqüente instauração do bipartidarismo, filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena), em cuja legenda foi reconduzido à Câmara dos Deputados em novembro de 1966. No ano seguinte foi escolhido terceiro-secretário da casa, função que exerceria até 1969. Em 1968 voltou a participar da reunião da Associação Interamericana de Municípios, dessa vez realizada em Nova Orleans, também nos EUA. Reelegeu-se no pleito de novembro de 1970, presidindo nessa legislatura a Comissão de Desenvolvimento da Região Sul e integrando as comissões de Finanças e de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados. No pleito de novembro de 1974 voltou a candidatar-se, mas obteve apenas uma suplência. Deixando a Câmara em janeiro de 1975, voltou a ocupar uma cadeira de junho a setembro desse ano.

Aroldo Carvalho foi também jornalista, tendo colaborado na fundação do Correio do Norte. Secretário do Interior e Justiça de Santa Catarina e ministro do Tribunal de Contas desse estado, exerceu ainda a vice-liderança do Bloco Parlamentar Renovador e da Arena na Câmara dos Deputados.

Faleceu no dia 11 de maio de 1979.

Era casado com Divair Zariolo de Carvalho, com quem teve seis filhos.

 

FONTES: BENEVIDES, M. UDN; CABRAL, O. Breve; CABRAL, O. Era; CABRAL, O. História; CÂM. DEP. Anais (1961-1); CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1963-1967 e 1967-1971); CÂM. DEP. Listagem dos deputados que faleceram; CÂM. DEP. Relação nominal dos senhores; COUTINHO, A. Brasil; NÉRI, S. 16; Perfil (1982); RICHARD NETO, G. Homens; SILVA, Z. Perfis.

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados