AZEREDO, RENATO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: AZEREDO, Renato
Nome Completo: AZEREDO, RENATO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
AZEREDO, RENATO

AZEREDO, Renato

*dep. fed. MG 1963-1983.

 

Renato Mário de Avelar Azeredo nasceu em Sete Lagoas (MG) no dia 9 de outubro de 1919, filho de José Santos de Azeredo Coutinho e de Eponina de Avelar Azeredo. Seu avô materno, João Antônio de Avelar, foi deputado do Congresso Constituinte Federal e da 1ª legislatura (1891-1893) e senador da Assembléia Legislativa mineira na 3ª legislatura (1899-1902).

Advogado, iniciou sua carreira política como prefeito nomeado em Santo Antônio do Monte (MG). No pleito de outubro de 1954 elegeu-se deputado à Assembléia Legislativa de Minas Gerais na legenda do Partido Social Democrático (PSD), assumindo sua cadeira em fevereiro do ano seguinte. Em 1958 tornou-se líder de seu partido na Assembléia e membro do diretório regional pessedista. Reeleito em outubro desse ano, permaneceu na liderança do PSD até 1959. Em maio de 1960 licenciou-se da Assembléia para assumir a subchefia do Gabinete Civil da Presidência da República no governo de Juscelino Kubitschek (1956-1961). Com a posse do presidente Jânio Quadros em janeiro de 1961, voltou a exercer o mandato, tornando-se no ano seguinte presidente da Comissão de Revisão Administrativa e Judiciária da Assembléia Legislativa mineira,

Em outubro de 1962 candidatou-se a deputado federal por Minas Gerais ainda na legenda do PSD. Eleito, foi empossado em fevereiro de 1963, depois de deixar a Assembléia mineira. Após o movimento político-militar de 31 de março de 1964, com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a posterior instauração do bipartidarismo, filiou-se ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido oposicionista, sendo escolhido em 1966 secretário-geral do diretoria regional do partido. Nessa legenda reelegeu-se sucessivamente deputado federal por Minas em novembro de 1966 e de 1970. Nessa última legislatura, foi presidente da Comissão de Agricultura e Política Rural, membro da Comissão de Orçamento da Câmara e da Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional.

Reeleito em novembro de 1974, em 1975 deixou a função de secretário-geral do diretório regional do MDB e integrou mais uma vez a Comissão de Agricultura e Política Rural da Câmara. Membro do diretório nacional do partido, em novembro de 1978 foi reeleito deputado federal por Minas Gerais. Com a extinção do bipartidarismo em 29 de novembro de 1979 e a conseqüente reformulação partidária, filiou-se inicialmente ao Partido Popular (PP). Em fevereiro de 1982, quando da incorporação do PP ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), filiou-se a esse último. Nessa legenda foi mais uma vez eleito deputado federal por Minas Gerais no pleito de novembro de 1982.

Assumiu o mandato em fevereiro de 1983, mas, com a posse do novo governador de Minas Gerais, Tancredo Neves, em março seguinte, foi nomeado secretário de Governo do estado. Em abril, acometido de grave enfermidade, foi hospitalizado em São Paulo, onde veio a falecer no dia 16 de julho de 1983.

Foi também auxiliar e chefe de gabinete da Secretaria de Fazenda e oficial-de-gabinete do governo de Minas Gerais.

Era casado com Rute Brandão de Azeredo, com quem teve seis filhos, entre os quais Eduardo Brandão de Azeredo, que foi governador de Minas Gerais entre 1995 e 1998.

 

FONTES: ASSEMB. LEGISL. MG. Dicionário biográfico; CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1967-1971, 1971-1975, 1975-1979, 1979-1983); Jornal do Brasil (17/7/83); NÉRI, S. 16; Perfil (1972, 1980); Rev. Arq. Públ. Mineiro (12/76); TRIB. SUP. ELEIT. Dados (3, 4, 6, 8 e 9).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados