Ademir Camilo Prates Rodrigues

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: CAMILO, Ademir
Nome Completo: Ademir Camilo Prates Rodrigues

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
ABI-ACKEL, IBRAHIM

CAMILO, Ademir

*dep. fed. MG 2005-

 

Ademir Camilo Prates Rodrigues nasceu em Teófilo Otoni (MG) no dia 30 de maio de 1964, filho de Adahyl Jacques Rodrigues e de Maria José Prates Rodrigues.

Formou-se em medicina na Fundação de Ensino Superior do Vale do Sapucaí em Pouso Alegre (MG), em 1987. Dois anos depois, também em Pouso Alegre, concluiu residência médica em ginecologia e obstetrícia no Hospital das Clínicas Samuel Libânio. Fez formação, em 1991, e aperfeiçoamento, em 1992, como médico legista na Academia de Polícia Civil de Minas Gerais, com sede em Belo Horizonte. Formou-se médico do trabalho pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, com sede em Belo Horizonte, em 2000. Obteve capacitação em administração hospitalar através do consórcio firmado entre o Instituto Brasileiro de Administração Municipal (IBAM), a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) e o Instituto Brasileiro da Qualidade Nucelar (IBQN), com sede no Rio de Janeiro (RJ), em 2003. E em 2004 concluiu o curso de direito em Teófilo Otoni, oferecido pela Fundação Educacional Nordeste Mineiro (Fenord).

Filiou-se ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) em 1991 e, no ano seguinte, elegeu-se vereador nessa legenda em Teófilo Otoni para a legislatura 1993-1997. Nesse período, foi presidente do diretório municipal do PSDB. Reeleito em 1996 para a legislatura 1997-2001, ainda em 1997 filiou-se ao Partido Popular Socialista (PPS). Na Câmara Municipal foi vice-presidente da mesa diretora em 1996 e presidente em 1997. Participou da Comissão de Finanças, Orçamento e Tomada de Contas e da Comissão de Legislação e Justiça. Foi também presidente do diretório municipal do PPS em Teófilo Otoni e delegado no diretório estadual do partido.

Nas eleições de 2000, elegeu-se vice-prefeito de Teófilo Otoni na legenda do PPS. Deixando a Câmara Municipal, foi empossado em janeiro de 2001. No ano seguinte, candidatou-se a deputado federal por Minas Gerais e obteve uma suplência. Assumiu o mandato em janeiro de 2005, foi efetivado, e nesse mesmo ano filiou-se ao Partido Democrático Trabalhista (PDT). Nessa legenda candidatou-se à reeleição em outubro de 2006, e obteve mais de 68 mil votos. Tomou posse em fevereiro de 2007. Na Câmara dos Deputados participou das comissões de Constituição e Justiça e Cidadania; de Desenvolvimento Urbano; de Fiscalização Financeira e Controle; e da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, da qual foi terceiro vice-presidente. Em setembro de 2007 votou a favor da prorrogação até 2011 da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), criada em 1996 como fonte suplementar de recursos para a área da saúde.

Em 2008 foi citado em investigação da Polícia Federal (PF) sobre desvio de recursos federais para prefeituras de vários estados brasileiros, em operação chamada “João de Barro”. O caso foi arquivado no Supremo Tribunal Federal (STF) a pedido do Ministério Público. Em agosto de 2009 foi eleito vice-líder do PDT na Câmara. Em outubro de 2009 passou a integrar a Subcomissão Permanente para Fiscalização e Controle dos Recursos Públicos Federais destinados à Copa de 2014.

Nas eleições de Outubro de 2010, alcançou a reeleição, com 72.967 votos recebidos. No ano seguinte, migrou para o recém-criado Partido Social Democrático (PSD), do qual foi vice-líder na Câmara entre Dezembro de 2011 e Fevereiro de 2012. Nesta legislatura, integrou as Comissões de Fiscalização Financeira e Controle e a de Educação. Também fez parte do Grupo de Trabalho na Câmara sobre Negociação e Desenvolvimento Econômico e Social.

Em 2013, filiou-se a uma nova agremiação, o Partido Republicano da Ordem Social (PROS).

É autor de Responsabilidade civil da administração pública de Teófilo Otoni por dano ambiental causado pela COPASA (2004).

 

 

FONTES: Portal da Câmara dos Deputados. Disponível em <http://www2.camara.gov.br>. Acesso em 13/12/2009  e 18/10/2013; Portal da Folha de São Paulo. Disponível em <http://www.folha.uol.com.br>. Acesso em 18/10/2013; Portal do Tribunal Superior Eleitora. Disponível em <http://www.tse.jus.br>. Acesso em 18/10/2013.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados