CAPELLI, Ricardo

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: CAPELLI, Ricardo
Nome Completo: CAPELLI, Ricardo

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
Gustavo Petta

CAPELLI, Ricardo

*pres. UNE 1997-1999.

 

Ricardo Garcia Capelli nasceu no Rio de Janeiro no dia 11 de fevereiro de 1972, filho de Renato Bastos Capelli e Cenilza Garcia Capelli.

Fez o curso secundário nos colégios Companhia de Maria e Instituto Guanabara, no Rio de Janeiro. De 1990 a 1991 cursou matemática na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Em 1992 começou a trabalhar na Caixa Econômica Federal. Em 1993 iniciou o curso de processamento de dados da Universidade Estácio de Sá e começou a militar no movimento estudantil, engajando-se na luta pela redução do valor das mensalidades e pela permanência do inadimplente na universidade. Na época, devido à inflação, as mensalidades das universidades particulares aumentavam a cada mês. Em 1994, foi eleito presidente do Diretório Central de Estudantes (DCE) da Estácio. Durante sua gestão, o DCE, junto com a União Nacional dos Estudantes (UNE), conseguiu o apoio do presidente da República, Itamar Franco, que assinou uma medida provisória determinando que durante o semestre o estudante inadimplente não poderia sofrer nenhum tipo de sanção.

Em 1995 foi reeleito presidente do DCE, mas não terminou o mandato, pois em seguida foi eleito presidente da União Estadual de Estudantes (UEE) do Rio de Janeiro. Por conta de problemas políticos internos da entidade, um novo congresso foi realizado no mesmo ano. Foi então eleito coordenador-geral da UEE, cargo que exerceu até 1996. Ainda em 1995 ajudou a organizar o Conselho Estadual de Entidades de Base, reunindo cerca de 140 centros acadêmicos, e filiou-se ao Partido Comunista do Brasil (PC do B).

Em julho de 1997, no 45º Congresso Nacional da UNE, realizado em Belo Horizonte, foi eleito presidente da entidade. Na ocasião, foi aprovada uma disposição segundo a qual a participação de mulheres na UNE deveria ser de 20%. Durante sua gestão, em 1998, a UNE participou ativamente de greves de universidades públicas, promovendo manifestações e assembléias em todo o país. Organizou também diversas manifestações contra o “provão”, exame estabelecido pelo Ministério de Educação para a avaliação de alunos. Em novembro de 1998, organizou o Conselho Nacional de Entidades de Base (Coneb), na cidade de Viçosa (MG). Em fevereiro de 1999, criou a Bienal de Arte e Cultura da UNE, que teve sua primeira edição em Salvador.

 Em julho de 1999, transferiu a presidência da UNE a Wadson Ribeiro, eleito no 46º Congresso da entidade, que ficou famoso pela participação do presidente cubano Fidel Castro. Ao sair da UNE, trabalhou como assessor no gabinete do vereador Fernando Gusmão, no Rio de Janeiro. De 2000 a 2002, trabalhou na Coordenadoria de Políticas Públicas para a Juventude do governo do estado. Ainda em 2002, foi candidato a deputado estadual na legenda do PCdoB, mas não foi eleito. De 2003 a 2006 trabalhou no Ministério do Esporte, dirigindo o Departamento de Esportes Universitários. Em 2006 foi nomeado secretário de Desenvolvimento da prefeitura de Nova Iguaçu, cargo que exerceu até 2008. Nesse ano candidatou-se a vereador no Rio de Janeiro, mas também dessa vez não conseguiu se eleger. Ainda em 2008 tornou-se diretor de programas da secretaria executiva do Ministério do Esporte.

 

Tatiana Di Sabbato

 

FONTES: Portal Memória do Movimento Estudantil http://www.mme.org.br/main.asp?ViewID={017C677B-B51B-4952-8C5E-89EC5C37A9D0} acessado em 28/11/09; Portal do governo federal http://portal.esporte.gov.br/ acessado em 28/11/09; Portal da PUC-Rio http://puc-riodigital.com.puc-rio.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=13&infoid=2150 acessado em 29/11/09;

 

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados