Nilton Balbino

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: CAPIXABA, Nilton
Nome Completo: Nilton Balbino

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:

CAPIXABA, Nilton

*dep. fed. RO 1999-2003, 2003-2007, 2011-

 

Nilton Balbino nasceu em Cuparaque (MG) no dia 9 de fevereiro de 1960, filho de Nilson Balbino e de Ernestina Soares Balbino.

Em 1995 filiou-se ao Partido da Frente Liberal (PFL), e em 1997 transferiu-se para o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). Nessa legenda disputou uma cadeira na Câmara dos Deputados no pleito de outubro de 1998. Eleito, assumiu o mandato em fevereiro de 1999, participando dos trabalhos legislativos como vice-líder do PTB entre 2000 e 2001, segundo-secretário da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados entre 2001 e 2002, primeiro-vice-presidente das comissões da Amazônia e de Desenvolvimento Regional, e de Trabalho, Administração e Serviço Público, membro titular da Comissão de Agricultura e Política Rural, da Comissão Especial de Combate à Pobreza, ou da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 249/00, e da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre a Crise no Setor Produtivo da Borracha.

No pleito de outubro de 2002 reelegeu-se deputado federal na legenda do PTB, assumindo novo mandato em fevereiro do ano seguinte. Foi terceiro-secretário da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados entre 2003 e 2005 e novamente segundo-secretário entre 2005 e 2007, membro titular das comissões da Amazônia e de Desenvolvimento Regional, de Trabalho, Administração e Serviço Público, da Comissão Representativa do Congresso Nacional, e da Comissão Especial de Alienação de Terras (PEC nº 58/03).

No pleito de outubro de 2006, tentou a reeleição mas não teve êxito. Em dezembro seguinte, por oito votos favoráveis e duas abstenções, o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados recomendou a cassação de seu mandato, sob a acusação de participar do esquema de compra superfaturada de ambulâncias com dinheiro público, episódio que ficou conhecido como “escândalo dos sanguessugas”. Investigações da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investigava o caso indicaram que em 2000 apresentara emendas ao orçamento para comprar ambulâncias no valor total de 1,5 milhão de reais; em 2001, de 1 milhão; em 2002, de 500 mil; em 2003, de 1 milhão; e em 2004, de 1,6 milhão. Foi acusado ainda de direcionar 63 licitações em Rondônia e de ter recebido 10% de comissão sobre o valor das emendas destinadas à área de saúde. Negou todas as acusações e declarou que em nenhum momento direcionou emendas. Os julgamentos no Conselho de Ética não terminaram a tempo de mandar os processos ao plenário. Assim, em janeiro de 2007, ao final da legislatura, deixou a Câmara dos Deputados.

No mês seguinte, assumiu o cargo de representante do governo estadual de Rondônia em Brasília. Em setembro, tornou-se subchefe da Casa Civil do governo do estado de Rondônia, na segunda gestão de Ivo Cassol (2007-2011). Em outubro de 2008, foi denunciado à Justiça Federal pela Procuradoria da República em Mato Grosso, juntamente com outros quatro ex-deputados e um ex-senador, por envolvimento com a “Máfia dos Sanguessugas”, suspeita de crimes como formação de quadrilha, corrupção passiva, fraude em licitação e lavagem de dinheiro.

Foi presidente do PTB de Rondônia.

Nas eleições de outubro de 2010, foi eleito deputado federal. Retornou à Câmara dos Deputados em fevereiro de 2011, ano em que assumiu vaga de titular na Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural e na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle.

Foi casado com Lucimar Nunes Balbino, com quem teve uma filha. Casou-se em segundas núpcias com Hosana da Silva.

 

 

FONTES: Portal da Agência Brasil. Disponível em: <http://agenciabrasil.ebc.com.br>. Acesso em 9/10/2013; Portal da Câmara dos Deputados. Disponível em: http://www2.camara.gov.br/ acesso em 19/10/2008 e 09/10/2013; Portal Gente de Opinião. Disponível em: <http://www.gentedeopiniao.com.br>. Acesso em 9/10/2013; Portal do Governo do Estado de Rondônia. Disponível em: <http://www.rondonia.ro.gov.br>. Acesso em 19/02/2009; Portal do jornal Folha São Paulo. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br>. Acesso em 25/10/2008; Portal do jornal Tudo Rondônia. Disponível em: <http://www.tudorondonia.com.br/>. Acesso em 24/10/2008; Portal do Partido Trabalhista Brasileiro. Disponível em: <http://www.ptb.org.br>. Acesso em: 9/10/2013.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados