CARLOS ROBERTO GUERRA FONTES

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: FONTES, Roberto
Nome Completo: CARLOS ROBERTO GUERRA FONTES

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
FONTES, ROBERTO

FONTES, Roberto

*dep. fed. PE 1995-1999.

Carlos Roberto Guerra Fontes nasceu em Caruaru (PE), no dia 6 de novembro de 1940, filho de Lourinaldo de Sousa Fontes e de Irene Guerra Fontes.

Diretor da Associação Comercial de Caruaru e vice-presidente do Conselho Municipal de Desenvolvimento de Caruaru de 1958 a 1961, diplomou-se em ciências jurídicas e sociais pela Faculdade de Direito de Caruaru, em 1975. Neste período fez parte do diretório acadêmico e presidiu a Casa do Estudante de Direito. Entre 1975 e 1978 fez o curso de pedagogia na Faculdade de Filosofia, Ciência e Letras de Caruaru. De 1983 a 1986 exerceu a Secretaria Municipal de Finanças de Caruaru.

Filiado desde 1985 ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), no pleito de novembro de 1986 elegeu-se deputado estadual constituinte. Participou dos trabalhos legislativos como presidente da Comissão de Finanças, Orçamento e Economia e como titular da Comissão de Ciência, Tecnologia e Informática.

Em 1989, desligou-se do PMDB para ingressar no Partido da Reconstrução Nacional (PRN), sob cuja legenda presidiu a Comissão de Sistematização e Legislação e no ano seguinte, na condição de suplente, participou da Comissão de Ciência, Tecnologia e Informática.

Nas eleições de outubro de 1990, candidatou-se a vice-governador de Pernambuco, na legenda do PRN, na chapa encabeçada por Joaquim Francisco Cavalcanti. Deixou a Assembléia Legislativa para assumir o mandato em março de 1991.

Filiado ao Partido da Frente Liberal (PFL), em 1994 desincompatibilizou-se do cargo de vice-governador a fim de candidatar-se a uma cadeira na Câmara dos Deputados, no pleito de outubro. Vitorioso, assumiu o mandato em fevereiro de 1995, integrando-se à Comissão de Economia, Indústria e Comércio.

Nas votações das emendas constitucionais propostas pelo governo Fernando Henrique Cardoso durante esta legislatura, votou a favor da quebra do monopólio estatal nos setores de telecomunicações — apenas em primeiro turno, pois faltou à votação no segundo —, exploração de petróleo, distribuição de gás canalizado e navegação de cabotagem. Apoiou a alteração do conceito de empresa nacional e a prorrogação do Fundo Social de Emergência (FSE), rebatizado de Fundo de Estabilização Fiscal (FEF), que permitiria ao governo gastar até 20% da arrecadação vinculada às áreas de saúde e de educação.

Em junho de 1996 votou pela criação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), que substituiu o Imposto Provisório sobre Movimentação Financeira (IPMF), o chamado “imposto do cheque”, fonte suplementar de recursos destinados à saúde. E em janeiro/fevereiro de 1997, já como titular da Comissão de Agricultura e Política Rural, pela aprovação da emenda constitucional que previa a reeleição de presidente da República, governadores e prefeitos.

Foi também a favor da quebra da estabilidade dos servidores da União, estados e municípios, e do teto de 1.200 reais, para as aposentadorias no setor público, e dos critérios de idade mínima e tempo de contribuição, para os trabalhadores no setor privado.

Nas eleições de outubro de 1998 candidatou-se à reeleição, ainda na legenda do PFL, mas foi malsucedido. Deixou a Câmara ao término da legislatura, em janeiro de 1999.

Casado com Ana Alice Loureiro Nascimento, teve quatro filhos.

FONTES: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1995-1999); DIAP. Quem; Folha de S. Paulo (31/1/95, 14/1/96, 30/1/97 e 29/10/98); Globo (29/1/97 e 10/10/98); TRIB. REG. ELEIT. PE. Dados (1998).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados