Raimundo Sabino Castelo Branco Maués

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: CASTELO BRANCO, Sabino
Nome Completo: Raimundo Sabino Castelo Branco Maués

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
Sabino Castelo Branco

CASTELO BRANCO, Sabino

*dep.fed AM 2006-

 

Raimundo Sabino Castelo Branco Maués nasceu na cidade de Manaus no dia 31 de agosto de 1964, filho de Amadeu Jardim Maués e de Deusa Holanda Castelo Branco.

Empresário, com formação superior incompleta em direito, tornou-se conhecido apresentador de televisão na região de Manaus, elegendo-se vereador nesta cidade por duas vezes. No ano de 2000, foi eleito pela coligação entre a sua agremiação, o Partido Popular Socialista (PPS) e o Partido da Mobilização Nacional (PMN). No ano de 2004, concorreu novamente e reelegeu-se como o vereador mais votado da capital, recebendo 7,73% dos votos. Em 2005, mudou de partido e filiou-se ao Partido da Frente Liberal (PFL).

Em 2006, foi eleito deputado federal pelo estado do Amazonas, pela aliança estabelecida entre PFL, Partido Social Cristão (PSC), Partido Trabalhista Nacional (PTN), Partido dos Aposentados da Nação (PAN), Partido Humanista da Solidariedade (PHS) e Partido Trabalhista Cristão (PTC). Recebeu 9,97% dos votos e tomou posse em fevereiro de 2007.

No primeiro ano de seu mandato, deixou a antiga agremiação para se filiar ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). Como deputado, passou a integrar algumas comissões permanentesdentro do Congresso Nacional. Foi titular da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional e Primeiro Vice-Presidente da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público.

 Licenciou-se de seu mandato em agosto de 2008, por 120 dias, para trabalhar na campanha do filho Reizo Castelo Branco, eleito vereador pelo município de Manaus. Também apoiou a candidatura vencedora de Amazonino Mendes (PTB), para a prefeitura da mesma cidade e acabou sendo punido pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas com cinco dias de suspensão do seu programa televiso diário por criticar indevidamente o prefeito Serafim Correa, do Partido Socialista Brasileiro (PSB).

No ano de 2010 foi reeleito deputado federal com 6,08% dos votos. Foi apoiado pela coligação Avança Amazonas, formada por doze legendas partidárias.

Em 2012 teve seu diploma de parlamentar cassado após votação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Amazonas, acusado de fazer uso irregular de seu programa de televisão diário A voz da Esperança para promover sua candidatura na campanha eleitoral de 2010. Sabino e seu filho Reizo Castelo Branco, acusado do mesmo crime, tornaram-se inelegíveis por oito anos após o término dos seus respectivos mandatos. No entanto, ambos poderiam ainda recorrer da sentença.

Em seu mandato legislativo, participou da comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público como titular e vive-presidente entre os anos de 2011 e 2013.

Casou-se com a Vera Lucia Castelo Branco e teve três filhos.

 

 

FONTES: Portal da Amazônia. Disponível em: <http://portalamazonia.com/>. Acesso em 28/08/2008; Portal da Câmara dos Deputados. Disponível em: <http://www2.câmara.gov.br>. Acesso em 30/10/2008 e 30/07/2013; Portal da Câmara Municipal de Manaus. Disponível em: <http://www.cmm.am.gov.br>. Acesso em 27/10/2008; Portal Congresso em Foco. Disponível em: <www.congressoemfoco.uol.com.br>. Acesso em 31/07/2013; Portal Diário do Amazonas. Disponível em: <http://www.diariodoamazonas.com.br>. Acesso em 27/10/2008; Portal Folha de S. Paulo. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br>. Acesso em 05/11/2008; Portal G1 de Notícias. Disponível em: <http://g1.globo.com/index.html>. Acesso em 03/09/2013; Portal Terra. Disponível em: <www.terra.com.br>. Acesso em 31/07/2013; Portal do TSE. Disponível em: <http://www.tse.gov.br>. Acesso em 30/10/2008.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados