CASTRO JUNIOR, AMERICO MACIEL DE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: CASTRO JÚNIOR, Américo Maciel de
Nome Completo: CASTRO JUNIOR, AMERICO MACIEL DE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
CASTRO JÚNIOR, AMÉRICO MACIEL DE

CASTRO JÚNIOR, Américo Maciel de

*rev. 1932; dep. fed. SP 1946-1950.

 

Américo Maciel de Castro Júnior nasceu em São José da Bela Vista, no município de Franca (SP), no dia 6 de junho de 1896, filho de Américo Maciel de Castro e de Deolinda Faleiros Maciel de Castro.

Cursou o primário no Grupo Escolar de Franca, o secundário no Ginásio Rio Branco, em Ribeirão Preto (SP), e em Limeira (SP), ingressando na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, então Distrito Federal, pela qual se graduou em 1920. Fez ainda os cursos especializados de microbiologia e parasitologia médica no Instituto Osvaldo Cruz, no Rio, em 1918, e de higiene e saúde pública, na Faculdade de Higiene da Universidade de São Paulo (USP).

No período de 1920 a 1924 exerceu no Rio de Janeiro o cargo de inspetor sanitário, transferindo-se depois para Franca, onde fundou o Instituto Bioterápico Brasileiro. Fundou também a Escola Normal Livre de Franca, da qual foi professor de história e diretor.

Em 1928, foi eleito vereador à Câmara Municipal de Franca, exercendo o mandato até a vitória da Revolução de 1930. Tomou parte ativa no movimento constitucionalista de 1932, tendo participado inclusive de alguns combates como capitão-médico.

Em outubro de 1934, elegeu-se deputado estadual na legenda do Partido Constitucionalista, representando a zona da Alta Mojiana. Na Assembléia Legislativa, foi membro da Comissão de Higiene e Saúde Pública e cumpriu seu mandato até o advento do Estado Novo (10/11/1937), que suprimiu as câmaras legislativas do país.

Em 1939, tornou-se professor catedrático de microbiologia da Faculdade de Farmácia e Odontologia da USP. Dirigiu a mesma faculdade durante a interventoria de Fernando Costa, de 1940 a 1945, e nesse mesmo período fez parte do Conselho Universitário da USP.

No pleito de dezembro de 1945, obteve uma suplência de deputado federal por São Paulo, na legenda do Partido Social Democrático (PSD). Convocado, exerceu o mandato na legislatura ordinária que se seguiu à promulgação da Constituição (18/9/1946), de novembro de 1946 a junho de 1950. No pleito de outubro de 1950 tentou a reeleição, pela legenda do PSD, mas não obteve sucesso.

Afastado da vida pública desde então, passou a dedicar-se exclusivamente ao exercício da medicina, trabalhando num laboratório de pesquisa de sua propriedade.

Faleceu em São Paulo no dia 9 de outubro de 1953, vítima de enfarto.

Era casado com Oda Marques Maciel de Castro, com quem teve cinco filhos.

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1946-1967); COUTINHO, A. Brasil; INF. Sílvia Maciel de Castro Leite Barbosa; Manhã, Rio (4/8/45); SOC. BRAS. EXPANSÃO COMERCIAL. Quem; TRIB. SUP. ELEIT. Dados.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados