CHOHFI, Osmar Vladimir

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: CHOHFI, Osmar Vladimir
Nome Completo: CHOHFI, Osmar Vladimir

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
FRAGOSO, JOÃO CARLOS

CHOHFI, Osmar Vladimir

*diplomata; emb. Bras.OEA 2005-

 

Osmar Vladimir Chohfi nasceu em São Paulo no dia 25 de julho de 1941, filho de Michel Chohfi e Olga Abud Chohfi.

Bacharel em ciências jurídicas e sociais pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), ingressou no curso de preparação à carreira de diplomata do Instituto Rio Branco em 1966. Em novembro de 1967, tornou-se terceiro-secretário e atuou como assistente e chefe substituto na Divisão de Cooperação Intelectual. Em 1969, foi nomeado assistente na Divisão de Ásia e Oceania e atuou também como chefe substituto. No ano seguinte, foi enviado para a embaixada brasileira em Paris e, em setembro, promovido a segundo-secretário. Em 1974, deixou a capital francesa e foi removido para a embaixada brasileira na Bolívia. Promovido em 1976 a primeiro-secretário, nesse mesmo ano foi transerido de La Paz para a representação diplomática do Brasil em Buenos Aires.

Em 1979, assumiu o posto de assessor do Departamento das Américas e em dezembro daquele ano foi promovido a conselheiro. No ano seguinte, foi chefe substituto da Divisão da América Meridional I e chefe da delegação brasileira à I Reunião da Comissão Mista Brasileiro-Argentina para a construção da ponte sobre o rio Iguaçu, em Buenos Aires. No ano seguinte, exerceu mais duas chefias: da Divisão da América Meridional II e da delegação brasileira à Reunião dos Encontros Setoriais Técnicos do Tratado de Cooperação Amazônica, em Lima.

Em 1982, realizou o curso de altos estudos do Instituto Rio Branco e escreveu o trabalho A questão do Essequibo. No ano seguinte, foi nomeado encarregado de negócios em missão transitória na embaixada em Paramaribo, capital do Suriname. Em 1984, foi assessor principal do secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA) em Washington. Promovido a ministro de segunda classe em junho de 1984, assumiu como ministro-conselheiro e encarregado de negócios na embaixada brasileira na Venezuela, em 1985. Nos anos seguintes, atuou como chefe da delegação brasileira presente, em Caracas, à Reunião Constitutiva e à I Reunião do Comitê de Ação para o Setor Siderúrgico (CASIDER) do SELA (1986), à Reunião de Consulta sobre as Negociações Comerciais Multilaterais da Rodada Uruguai (SELA) (1988) e à Reunião de Plenipotenciários para a assinatura do Tratado de Assistência Regional para Emergências Alimentares (1988).

Chefe de Cerimonial do Ministério das Relações Exteriores em 1989, dois anos depois passou a chefiar o Cerimonial da Presidência da República. Promovido a ministro de primeira classe em junho de 1991, no ano seguinte tornou-se chefe de gabinete da Secretaria-Geral do MRE. Em 1994, assumiu o posto de embaixador no Equador, retornando ao Brasil em 1999 quando foi nomeado chefe de gabinete do ministro de Estado. Durante o ano de 2001, foi chefe da delegação brasileira à XXVIII Reunião da Comissão Brasil-Alemanha de Cooperação Econômica, em Curitiba, e à Reunião da Comissão Intergovernamental Brasil-Rússia de Cooperação, em Moscou. No mesmo ano, ocupou ainda o posto de secretário-geral da Secretaria-Geral das Relações Exteriores.

Em 2002, foi encarregado de diversas missões e chefiou as delegações brasileiras à Reunião de Consultas Políticas Brasil-Colômbia, em Bogotá; à III Reunião Franco-Brasileira de Cooperação Transfronteiriça, em Macapá; à XXI Reunião de Ministros das Relações Exteriores do Grupo do Rio, em San José da Costa Rica; à Reunião do Mecanismo Político de Consultas Brasil-Venezuela, em Caracas, à Reunião Consultas Políticas Brasil-Equador, em Quito; à XXXII Assembleia Geral da Organização dos Estados Americanos, em Bridgetown, Barbados; ao II Encontro Econômico Brasil-Alemanha, em Hamburgo; às Reuniões de Consultas Políticas com Egito, Síria e Líbano; e à III Reunião do Mecanismo de Consultas Políticas Brasil-EUA, em Washington.

Em 2003, assumiu o posto de embaixador junto à Espanha, e nesse mesmo ano chefiou a delegação do Brasil na XXXVI Reunião do Tratado da Antártida e na II Reunião de Coordenadores Nacionais da XIII Cumbre Iberoamericana, ambas realizadas em Madri. Em 2005, foi removido para a missão permanente junto à OEA, em Washington, onde foi nomeado embaixador. Nos anos de 2005 e 2006, atuou como chefe de delegação na XXX e XXXI Assembleia Geral Extraordinária da Organização dos Estados Americanos, em Washington-DC.

 

FONTE: MIN. REL. EXT. Anuário (2008).


Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados