CORREIA, Serafim

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: CORREIA, Serafim
Nome Completo: CORREIA, Serafim

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
CORREA, Serafim

CORREIA, Serafim

* pref AM 2004-2009.

 

Serafim Fernandes Correia nasceu em Manaus no dia 03 de maio de 1947, filho de Joaquim Francisco Correia e Safira Fernandes Correia.

Formou-se em economia pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM) no ano de 1970. Em 1976 entrou para o funcionalismo público trabalhando como Auditor Fiscal, cargo no qual permaneceu por 28 anos. Foi professor da Escola de Administração Fazendária (ESAF), em Brasília, entre os anos de 1981 e 1985, lecionando o curso de Processo Administrativo Fiscal.   

Entrou para a política no ano de 1986, filiando-se ao Partido Socialista Brasileiro (PSB). Exerceu o cargo de vereador em Manaus por suas vezes consecutivas tendo sido eleito nos pleitos de 1988 e 1992. Presidiu o PSB do Amazonas a partir do ano de 1993 e foi membro da Direção Nacional do partido. 

Candidatou-se à prefeitura de Manaus em 1996, mas perdeu para o candidato  Alfredo Nascimento, do Partido Progressista Brasileiro (PPB). No ano de 1998, desistiu de tentar a candidatura para governador do estado do Amazonas e aceitou concorrer como vice-governador na chapa do candidato Eduardo Braga, do Partido Social Libertador (PSL), não tendo sucesso, porém. Já na sua segunda tentativa de chegar à prefeitura, no ano de 2000, ficou em terceiro lugar, com 16% dos votos.  Dois anos depois, em 2002, concorreu ao governo do Amazonas, mas ficou na terceira colocação, perdendo para o candidato do Partido Popular Socialista (PPS), Eduardo Braga, do qual fora aliado anteriormente.

Conseguiu afinal se eleger prefeito de Manaus no ano de 2004, com 51,68% dos votos, e assumiu o governo da cidade em janeiro de 2005, superando, entre outros, o ex-prefeito e ex-governador Amazonino Mendes do Partido da Frente Liberal (PFL). Durante a campanha, teve seu nome envolvido em um escândalo. Foi acusado de ameaçar uma mulher que supostamente teria um filho seu. Posteriormente, apurou-se a falsidade da denúncia levada a público pelo vereador Sabino Castelo Branco do PFL, em seu programa televisivo transmitido na região de Manaus. 

Durante a sua administração precisou lidar com alguns problemas crônicos da cidade, como a questão da distribuição de água, do saneamento básico e do transporte público. No que se refere ao transporte público, renovou grande parte da frota de ônibus local. Quanto ao problema do abastecimento da cidade, que já levara o município a decretar estado de calamidade pública em razão de uma crise anterior de abastecimento, o prefeito inaugurou no último ano de seu mandato um novo reservatório de água, construído na zona norte da capital amazonense. Essa obra contou com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), desenvolvido na segunda presidência de Luiz Ignácio Lula da Silva (2007-2011).  Quanto ao problema do saneamento básico, Serafim Correia sancionou a lei aprovada pela Câmara de vereadores de Manaus que obrigou empreendimentos imobiliários e comerciais a instalar estações de tratamento de água.

Tentou a reeleição no pleito de outubro de 2008, pela Coligação que incluía PSB, Democratas (DEM), Partido Democrático Trabalhista (PDT), Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), e Partido Social Democrático Cristão (PSDC). Seu adversário principal foi, novamente, o candidato Amazonino Mendes, dessa vez pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB).

Durante a campanha, conseguiu que o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE) suspendesse por cinco dias o programa televisivo do deputado federal Sabino Castelo Branco do PTB, aliado do candidato Amazonino Mendes, em razão de críticas consideradas inapropriadas. Mesmo assim foi derrotado pelo candidato do PTB, que obteve 57,13% dos votos no segundo turno. 

                 Antes da diplomação, entretanto, os candidatos vencedores foram ameaçados de perder seus registros e serem cassados, por causa de denúncias de compras de votos. Posteriormente, no dia 16 de dezembro, o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE) assegurou a posse de Amazonino Mendes e de seu vice, embora a investigação tenha continuado a se desenvolver. Deixou a prefeitura em 1° de janeiro de 2009.

Escreveu quatro livros ao longo de sua carreira: Porque Bosco Morreu, Manaus e a Constituição-mãe, Os Números de Manaus e a Zona Franca de Manaus – História, Mitos e Realidade.

Casou-se com Lydia Correia e teve três filhos.

 

FONTES: Agência Brasil. Disponível em : <http://www.agenciabrasil.gov.br>. Acesso em: 18 dez. 2008; Folha de S.Paulo (online) 30 maio 1997; 17 set. 2006 e 06, 22 out. 2008. Disponível em : <http://www1.folha.uol.com.br>. Acesso em : 30 out. 2008; G1. Portal de Notícias da Globo (5,27/10, 28/11, 8 e 16/12/2008). Disponível em : <http://g1.globo. com>. Acesso em : 17 dez. 2008; Portal Amazônia (3/1, 30/3, 6/12/2006; 8/10/07; 22/4, 6/5/2008). Disponível em : <http://portalamazonia.globo.com>. Acesso em : 15 nov. 2008; Portal do Governo Brasileiro. Disponível em : <http://www.brasil.gov.br>. Acesso em : 07 nov. 2008; Portal do PSB. Disponível em : <http://www.psbnacional.org.br>. Acesso em : 30 out. 2008; Portal do TSE. Disponível em : <http://www.tse.gov.br>. Acesso em : 31 out. 2008; Portal TERRA (20/10/04; 22/8 e 31/10/08). Disponível em : <http://www.terra. com.br>. Acesso em : 18 nov. 2008.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados