DIAS, Cláudio

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: DIAS, Cláudio
Nome Completo: DIAS, Cláudio

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:

DIAS, Cláudio

* dep. fed. RS 2006; 2007-

 

                Cláudio Castanheira Dias nasceu no Rio Grande (RS) no dia 3 de outubro de 1953, filho de Luis Alberto Dias e de Ledi Castanheira Dias.

Iniciou sua militância política ainda estudante universitário durante a década de 1970, quando ingressou na ala jovem do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido de oposição ao regime militar instaurado no país em abril de 1964. Com o fim do bipartidarismo em novembro de 1979 e a conseqüente reformulação partidária, foi um dos fundadores, no ano seguinte, do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), que sucedeu ao MDB.

Em 1981, graduou-se em medicina veterinária pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Secretário-geral e vice-presidente do Diretório Estadual do PMDB gaúcho deixou a legenda em 1988 para participar, juntamente com outros dissidentes da agremiação, da fundação do Partido da Social-Democracia Brasileira (PSDB).

No pleito de outubro de 1998, concorreu a deputado federal pelo PSDB gaúcho. Com 12.392 votos, não conseguiu se eleger. Dois anos mais tarde, nas eleições de outubro de 2000, candidatou-se ao Legislativo Municipal de Rio Grande. Vereador mais votado de seu partido, Dias assumiu seu mandato em janeiro seguinte.

Em outubro de 2002, tentou novamente uma vaga à Câmara Federal pelo PSDB, obtendo novamente apenas uma suplência. No pleito de outubro de 2004, reelegeu-se vereador de Rio Grande, sempre pelo PSDB, tomando posse em janeiro do ano seguinte. Eleito presidente da Câmara de Vereadores, assumiu interinamente, por duas vezes, a prefeitura do município, no lugar de Janir Souza Branco (PMDB).

Candidatou-se mais uma vez à Câmara Federal em outubro de 2006 e obteve, com 50.131 votos, a primeira suplência da coligação formada pelo PSDB com o Partido Liberal (PL), o Partido Popular Socialista (PPS) e o Partido da Frente Liberal (PFL). Em 20 de dezembro seguinte, ainda durante a legislatura 2003-2007, assumiu como suplente e foi efetivado na Câmara na vaga de Ieda Crusius, que acabara de ser eleita governadora do Rio Grande do Sul.

Na legislatura seguinte (2007-2011), Dias tomou posse como suplente no dia 6 de fevereiro de 2007, desta vez no lugar deixado pelo deputado Nélson Proença, do PPS, chamado por Ieda para a composição de seu governo. Foi efetivado na Câmara em agosto seguinte, em virtude do falecimento de seu amigo de partido, Júlio Redecker, vitimado por um acidente aéreo no aeroporto de Congonhas (SP).

Pecuarista e mais antigo leiloeiro rural em atividade no Brasil, Dias integrou na Câmara as comissões de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural e de Viação e Transportes. Além disso, foi eleito 2° vice-presidente da representação brasileira no parlamento do Mercado Comum do Sul (Mercosul), no qual assumiu a coordenação da Comissão de Combate à febre aftosa.

Teve quatro filhas.

Marcia Gomes

 

FONTES: Portal da Câmara dos Deputados. Disponível em : < http://www2.camara.gov.br>. Acesso em : 07 mar. 2009; Portal do TRE – RS. Disponível em : < http://www.tre-rs.gov.br>. Acesso em : 07 mar. 2009; Portal do TSE. Disponível em : < http://www.tse.gov.br>. Acesso em : 07 mar. 2009.

 

 

 

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados