DINIZ, AQUILES

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: DINIZ, Aquiles
Nome Completo: DINIZ, AQUILES

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
DINIZ, Aquiles

DINIZ, Aquiles

* dep. fed. MG 1963-1971.

 

Aquiles Diniz nasceu em Belo Horizonte no dia 2 de setembro de 1921, filho de José Diniz Couto e de Maria Rosa Diniz.

Realizou o curso secundário em sua cidade natal. Em 1942, iniciou uma sociedade com seu irmão Teodomiro Geraldo Diniz, fundando o Frigorífico Irmãos Diniz S. A.- Frigodiniz, que se estenderia até 1984. Ao longo de todos esses anos, Aquiles Diniz ficaria à frente dos negócios.

Em outubro de 1954, concorreu a uma vaga na Câmara Municipal da capital mineira pela legenda do Partido Democrata Cristão (PDC), mas não foi bem sucedido. Quatro anos depois, candidatou-se a deputado estadual pela legenda pedecista, obtendo a primeira suplência. Exerceu o mandato de fevereiro a maio de 1959, de outubro a novembro de 1960 e de dezembro de 1960 a janeiro de 1961.

Nesse período, em 1959, adquiriu uma fazenda no município de São José da Ponte, no norte de Minas Gerais, que mais tarde se transformaria Agropecuária Aquiles Diniz Ltda., empresa dedicada à criação de gado de corte.

No pleito de outubro de 1962, conseguiu a primeira suplência de deputado federal por Minas Gerais pela legenda da coligação que uniu o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), o Partido Social Progressista (PSP) e o Partido Libertador (PL), exercendo o mandato de fevereiro a junho de 1963, de maio a julho de 1964 e a partir de setembro de 1964.

Em conseqüência da extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional no (27/10/ 1965) e da posterior instauração do bipartidarismo, filiou-se ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB), agremiação de oposição ao regime militar instaurado no país em abril de 1964 e por cuja legenda foi reeleito no pleito de novembro de 1966. Nas eleições de novembro de 1970, integrou como suplente a chapa do MDB, encabeçada por Camilo Nogueira da Gama, que disputou sem êxito uma cadeira no Senado. Deixou a Câmara dos Deputados em janeiro de 1971. Nesse mesmo ano, ingressou na Faculdade de Direito do Oeste de Minas, em Divinópolis, graduando-se em 1975.

Em 1978, foi candidato a suplente de senador na chapa vitoriosa encabeçada por Tancredo Neves, ocupando a segunda suplência. Com a extinção do bipartidarismo em novembro de 1979 e a posterior reorganização partidária, filiou-se ao PTB, sendo o responsável pela reorganização do partido em Minas Gerais. Exerceria a presidência regional da agremiação até 1990.

Em 1984, ocupou a presidência da Companhia Brasileira de Alimentos (Cobal) em Minas Gerais, exercendo o cargo por oito meses.

Em novembro de 1986, voltou a disputar um cargo eletivo, dessa vez o de deputado federal constituinte, mas obteve apenas a primeira suplência. Em 1990, retirou-se da vida pública, passando a dedicar-se exclusivamente a suas atividades de agropecuarista e de empresário do setor imobiliário.

Casou-se com Nair Geni César Diniz, com quem teve três filhos.

 

FONTES: ASSEMB. LEGISL. MG. Dicionário biográfico; CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1967-1971); INF. BIOG.;  Rev. Arq. Públ. Mineiro (12/76); TRIB. SUP. ELEIT. Dados (4, 6, 8 e 9).

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados