FELIPE ABRAHAM ESPIL

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: ESPIL, Felipe
Nome Completo: FELIPE ABRAHAM ESPIL

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
ESPIL, FELIPE

ESPIL, Felipe

*diplomata argentino; emb. Argentina no Brasil 1955-1959.

 

Felipe Abraham Espil nasceu em San Andrés de Giles, na província de Buenos Aires, no dia 17 de maio de 1882, filho de Felipe Santiago Espil e de Juana Vásquez.

Formou-se pela Faculdade de Direito e Ciências Sociais da Universidade de Buenos Aires em 1910. Depois de atuar algum tempo como advogado de ofício no Departamento do Centro da província de Buenos Aires, ingressou na carreira diplomática.

Entre 1918 e 1921 serviu como secretário de primeira classe na embaixada argentina nos Estados Unidos. Conselheiro da embaixada a partir de 1921, foi encarregado de negócios de seu país em Washington desse ano até 1928, quando foi transferido, na qualidade de enviado extraordinário e ministro plenipotenciário, para a Holanda, onde permaneceu até 1929. Nos anos de 1930 e 1931 representou a Argentina na Dinamarca e na Noruega, também como enviado extraordinário e ministro plenipotenciário. Em seguida foi designado embaixador nos Estados Unidos, permanecendo no cargo durante 12 anos, de 1931 a 1943. Nesse período, em 1940, presidiu a delegação argentina que participou do Congresso Científico Americano, realizado em Washington.

Em fevereiro de 1944 foi nomeado embaixador extraordinário e plenipotenciário no Brasil, mas não assumiu as funções. Depois de servir por pouco tempo no Ministério das Relações Exteriores e Culto de seu país, em abril de 1945 foi nomeado embaixador na Espanha, onde ficou até 1946, quando foi destacado para chefiar a representação diplomática argentina na Inglaterra. No exercício dessas funções, foi vice-presidente da delegação argentina à I Sessão da Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), realizada em Londres, e da que compareceu à Reunião de Dissolução da Liga das Nações, realizada em Genebra em 1946.

Designado embaixador da Argentina no Brasil em outubro de 1955, assumiu o posto nesse mesmo mês, substituindo José Amadeo Conte Grand. Permaneceu no Rio de Janeiro até setembro de 1959, quando foi substituído por Carlos Manuel Muñiz, tendo se aposentado nessa ocasião.

Doutor em jurisprudência, foi também membro da Academia Nacional de Direito e Ciências Sociais da Argentina.

Faleceu em Buenos Aires no dia 23 de janeiro de 1972.

Era casado com Courtney Letts Borden.

Publicou El recurso extraordinario ante la Suprema Corte Nacional (1915), Once años en Buenos Aires: 1820-1831, Las crónicas diplomáticas de John Murray Forbes (1956).

 

FONTES: CORRESP. EMB. ARGENTINA; Quien; INF. CONSEJO ARGENTINO PARA LAS RELACIONES INTERNACIONALES.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados