FENDER, PAULO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: FENDER, Paulo
Nome Completo: FENDER, PAULO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
FENDER, PAULO

FENDER, Paulo

*sen. PA 1960-1963.

 

Paulo Fender nasceu em Belém no dia 14 de abril de 1912, filho de Lucílio Fender, médico, poeta e jornalista, e de Maria Nazaré Fender.

Diplomou-se em medicina, especializando-se em cardiologia na Policlínica Geral do Rio de Janeiro, no então Distrito Federal.

Ingressou na vida política na década de 1930, filiando-se ao Partido Republicano Mineiro (PRM), extinto após a implantação do Estado Novo, em novembro de 1937. Nessa época foi médico da antiga Caixa de Aposentadoria e Pensões dos Serviços de Mineração do Estado de Minas Gerais. Com a redemocratização do país em 1945, ingressou no Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), cujo diretório presidiu no estado do Pará.

No pleito de outubro de 1954 elegeu-se suplente de deputado federal pelo Pará na legenda do PTB, não chegando a assumir o mandato. Em fevereiro de 1960, entretanto, ocupou uma cadeira no Senado devido à morte do senador João Guilherme Lameira Bittencourt, que por sua vez assumira o mandato como suplente do senador Joaquim de Magalhães Cardoso Barata. Ainda nesse ano foi escolhido vice-líder de seu partido, tornando-se em seguida suplente das comissões de Finanças, de Educação e Cultura, de Serviço Público e de Redação e atuando como titular da Comissão de Legislação Social do Senado.

Em novembro de 1961 acompanhou o grupo dissidente do PTB que, sob a liderança de Fernando Ferrari, constituiu o Movimento Trabalhista Renovador (MTR). Como líder desse movimento no Senado em 1962, participou da campanha pelo reconhecimento do direito de greve, sendo designado relator do projeto de regulamentação da matéria na Comissão de Legislação Social. Participou também das campanhas pelo povoamento da Amazônia, através da imigração indistinta em massa — sem visar à raça ou à qualidade individual —, e pela reformulação da previdência social brasileira, tendo concluído seu mandato em janeiro de 1963.

Membro do Conselho Nacional de Economia de 1964 a 1966, integrou a delegação do Brasil às reuniões da XXXVII Conferência do Desarmamento, em Genebra, na Suíça. Foi também médico da Previdência Social e do Conselho de Imigração e Colonização, além de auxiliar técnico do Laboratório do Estado do Pará, diretor de imigração na ilha das Flores, no estado do Rio de Janeiro, e delegado do Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Comerciários (IAPC) do Pará. Lecionou clínica médica na Faculdade Fluminense de Medicina e foi sócio fundador da Sociedade Brasileira de Cardiologia.

Faleceu no Rio de Janeiro no dia 6 de julho de 1981.

Foi casado com Zuleica Temporal Fender.

Jornalista, poeta e conferencista, publicou em jornais e revistas vários trabalhos de ciência médica, crônicas e poesias, além de duas edições de Sonetos.

 

 

FONTES: SENADO. Dados; SENADO. Relação; SENADO. Relação dos líderes.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados