FERREIRA, Ben-Hur

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: FERREIRA, Ben-Hur
Nome Completo: FERREIRA, Ben-Hur

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
BEN-HUR, Eurídio

FERREIRA, Ben-Hur

*dep. fed. MS 1999-2000, 2002-2003.

 

                Eurídio Ben-Hur Ferreira nasceu em Campo Grande, situado no estado de Mato Grosso, no dia 11 de janeiro de 1964, filho de Eurídio Ferreira e de Isolita Pereira Ferreira.

                Formado em filosofia e direito pelas Faculdades Unidas Católicas do Mato Grosso (FUCMT), atual Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), em Campo Grande, concluiu a pós-graduação em filosofia e história da educação também na FUCMT, em 1987.

Ativo participante do movimento estudantil, filiou-se ao Partido dos Trabalhadores (PT), em 1988. Nesse mesmo ano, começou a cursar o mestrado em direito constitucional na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP).

                Durante esse período, exerceu as atividades profissionais de magistério superior e advocacia. No pleito de outubro de 1992, foi o primeiro vereador eleito pelo PT em Campo Grande. Na Câmara Municipal da capital de Mato Grosso do Sul, assumiu a liderança da bancada petista e foi presidente da Comissão de Educação, Cultura e Esporte. Foi também membro do Conselho Estadual de Saúde (1992-1993) e do Conselho da Criança e do Adolescente (1993).

Ainda em 1993, concluiu o curso de mestrado da PUC/SP. Cumpriu seu mandato de vereador até 1994, ano em que se candidatou a deputado estadual pelo PT, sendo o mais votado de Mato Grosso do Sul. Ligado ao movimento negro, ainda em 1994 integrou o Grupo Trabalho e Estudos Zumbi (TEZ), voltado para a luta contra o racismo, e foi também fundador do Centro de Direitos Humanos Marçal de Souza.

Empossado na Assembleia Legislativa estadual em fevereiro de 1995, exerceu a liderança da bancada petista e participou das Comissões de Cidadania, Trabalho e de Direitos Humanos (presidente); de Educação (presidente) e de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia (membro e presidente). Em 1996, foi representante da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado do Mato Grosso do Sul na Reunião Nacional de Direitos Humanos, em Brasília.

Nesse mesmo ano, no pleito municipal de outubro, concorreu ao cargo de vice-prefeito de Campo Grande pela chapa encabeçada por José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT”. A dupla levou o candidato da situação, André Puccinelli, do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), para o segundo turno. Numa disputa acirrada, André venceu pela diferença de apenas 411 votos.

Em outubro de 1998, ano em que ingressou no doutorado da PUC/SP em direito constitucional, foi eleito deputado federal pelo PT/MS. Deixou a Assembleia Legislativa em janeiro de 1999, e no mês seguinte iniciou seu mandato na Câmara Federal. Participou de cinco comissões permanentes, a saber: Amazônia e de Desenvolvimento Regional (titular); Constituição e Justiça e de Redação (suplente); Defesa do Consumidor, Meio Ambiente e Minorias (titular); Finanças e Tributação (suplente) e Viação e Transportes (titular). Foi membro, igualmente, das comissões especiais do Parlamentarismo (suplente); de Recursos Destinados à Irrigação (suplente); dos Precatórios (suplente); de Responsabilidade Fiscal (suplente) e do Estatuto da Igualdade Racial (suplente). Em 2000, foi presidente da Frente Parlamentar Brasil-África.

Licenciou-se do mandato de deputado federal na legislatura de 1999 a 2003, para exercer o cargo de secretário de Educação de Mato Grosso do Sul, de 20 de outubro de 2000 a 9 de abril de 2002. De volta à Câmara, encerrou o mandato em janeiro de 2003, ao final da legislatura.

Em 2005, depois de desistir de disputar a presidência do PT de Mato Grosso do Sul, filiou-se ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).  Em 2009, presidiu a seção de Mato Grosso do Sul do Instituto Teotônio Vilela (ITV).

 

FONTES:

www.psdbms.blogspot.com;www.progresso.com.br/not_view.php?not_id=18222 www.marcoeusebio.com.br/?a=colunas_geral&coluna=3&pagina=1      

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados