FLAVIANO RIBEIRO COUTINHO FILHO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: RIBEIRO, Flaviano
Nome Completo: FLAVIANO RIBEIRO COUTINHO FILHO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
RIBEIRO, FLAVIANO

RIBEIRO, Flaviano

*dep. fed. PB 1963-1971.

 

Flaviano Ribeiro Coutinho Filho nasceu em João Pessoa no dia 11 de junho de 1934, filho de Flaviano Ribeiro Coutinho e de Celeste Teixeira Ribeiro Coutinho. Em sua família destacaram-se Flávio Ribeiro Coutinho, deputado federal pela Paraíba em 1930 e governador desse estado em 1947 e de 1956 a 1958, e os irmãos João Úrsulo Ribeiro Coutinho Filho, deputado federal pela Paraíba de 1946 a 1951 e de 1955 a 1963, Odilon Ribeiro Coutinho, deputado federal pelo Rio Grande do Norte de 1963 a 1967, e Renato Ribeiro Coutinho, deputado federal pela Paraíba de 1967 a 1971.

Estudou na Escola Superior de Agronomia do Recife e no Instituto Joaquim Nabuco de Pesquisas Sociais na mesma cidade.

Iniciou sua carreira política candidatando-se a uma cadeira na Assembléia Legislativa paraibana pela legenda da União Democrática Nacional (UDN). Eleito, assumiu o mandato de deputado estadual em fevereiro de 1959.

Em outubro de 1962 elegeu-se deputado federal pela Paraíba na legenda da União Democrática Nacional (UDN), assumindo sua cadeira em fevereiro do ano seguinte. Em 1964 bacharelou-se em história e geografia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade da Paraíba. Após o movimento político-militar de março desse ano, com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a posterior instauração do bipartidarismo, filiou-se ao partido governista, a Aliança Renovadora Nacional (Arena).

Em 1966 licenciou-se pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade do Estado da Guanabara e fez um curso no Instituto Superior de Estudos Brasileiros. No pleito de novembro desse ano reelegeu-se deputado federal pela Paraíba, já na legenda da Arena e, no ano seguinte, bacharelou-se em ciências jurídicas e sociais pela Faculdade de Direito de Recife da Universidade Federal de Pernambuco (Ufpe). Em maio de 1968 tornou-se vice-líder da bancada de seu partido na Câmara. Escolhido pelo seu partido, em 1970, para integrar a chapa para o Senado encabeçada pelo deputado Mílton Cabral, no pleito de novembro desse ano foi eleito suplente de senador. Permaneceu na Câmara até o final da legislatura, em janeiro de 1971. Desta data em diante não mais disputou nem foi nomeado para nenhum cargo público. De volta à Paraíba, assumiu a vice-presidência da usina Santana, de propriedade de sua família, e passou a dedicar-se também às suas fazendas.

Faleceu em Paris no dia 12 de junho de 1986, durante viagem turística que fazia à capital francesa em companhia de sua esposa.

Era casado com Selda Falcone Ribeiro Coutinho, com quem teve sete filhos.

Publicou Produção e produtividade (1964).

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1963-1967 e 1967-1971); CÂM. DEP. Relação nominal dos senhores; INF. Selda Coutinho; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (6, 8 e 9).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados