FRANCISCO MELQUIADES NETO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MELQUÍADES NETO
Nome Completo: FRANCISCO MELQUIADES NETO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
MELQUÍADES NETO

MELQUÍADES NETO

*dep. fed. TO 1992, 1995, 1996, 1997, 1998.

 

Francisco Melquíades Neto nasceu em Umarizal (RN) no dia 13 de dezembro de 1949, filho de Tércio Pereira Costa e de Maria das Dores Costa.

Ingressou na Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte em 1970, concluindo o curso em 1975. Durante este período, foi professor de química do curso pré-vestibular Hipócrates (1972-1975) e do Colégio Estadual Winston Churchil (1972-1975), ambos na capital potiguar.

Transferindo-se para o norte de Goiás, em 1976, trabalhou como médico no Sindicato Rural de Xambioá, ligado ao Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural, tendo sido, além disso, diretor clínico do Hospital Carlos Chagas. Ainda neste ano, filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de sustentação do regime militar instaurado no país em abril de 1964. Em 1977, tornou-se diretor do posto de saúde municipal de Xambioá, função que exerceria até 1986, e membro do Colegiado Brasileiro de Cirurgiões.

Com a extinção do bipartidarismo em novembro de 1979, ingressou no Partido Democrático Social (PDS), agremiação que sucedeu a Arena.

Cursou, entre 1982 e 1983, pós-graduação em administração hospitalar na Universidade de Ribeirão Preto (SP). Ainda em 1983, tornou-se proprietário e diretor clínico da Auxilars Diagnosis, Clínica de Raios X e Ultra-sonografia, em Xambioá. Em 1986, cursou pós-graduação em ultra-sonografia na Fundação Universidade de São Francisco de Assis, também em Ribeirão Preto. Neste mesmo ano, deixou o PDS e ingressou no Partido Democrata Cristão (PDC). Em 1989, tornou-se membro da Associação dos Hospitais e do Sindicato dos Médicos do Estado de Tocantins – estado criado no ano anterior pela Assembléia Nacional Constituinte, desmembrando-o do norte do estado de Goiás.

Em outubro de 1990 disputou uma vaga para a Câmara dos Deputados na legenda do PDC de Tocantins, obtendo uma suplência. Superintendente da Legião Brasileira de Assistência (LBA) em Palmas, capital de Tocantins, entre 1991 e 1992, exerceu o mandato de deputado federal de 1º de abril a 3 de agosto de 1992, em virtude do impedimento do titular, Leomar Quintanilha. Durante esse período, foi observador da Câmara junto à Organização das Nações Unidas (ONU) na Rio-92, conferência internacional sobre meio ambiente realizada no Rio de Janeiro. Foi membro das comissões de Agricultura, de Esportes e do projeto de lei n.º 965/91 sobre desportos.

Em 1993 ingressou no Partido Progressista Reformador (PPR), agremiação resultante da fusão do PDS com o PDC, sendo eleito membro do diretório regional até 1995. Em outubro de 1994 disputou uma vaga para a Câmara dos Deputados na legenda do PPR, obtendo novamente uma suplência. Voltou a exercer o mandato federal ainda na legislatura 1991-1995, de 1º a 31 de janeiro de 1995, na vaga de Darci Coelho, e neste curto espaço de tempo, integrou a Comissão de Viação e Transportes.

Na legislatura de 1995 a 1999, veio a exercer o mandato por diversas ocasiões, em substituição a diferentes parlamentares. Ainda em 1995, deixou o PPR e filiou-se ao Partido da Mobilização Nacional (PMN), tendo sido líder desta agremiação na Câmara e titular da Comissão Parlamentar de Inquérito sobre as entidades de previdência privada.

Foi ainda diretor e proprietário da Clínica Médica de São Geraldo em Araguaína (TO) e membro da Associação Média Brasileira (AMB) em Palmas. Não participou das eleições de outubro de 1998.

Casou-se com Maria da Conceição Dias Melquíades, com quem teve quatro filhos.

 

FONTE: CÂM. DEP. Relação de titulares e suplentes (1995); CÂM. DEP. Relação de titulares e suplentes (1999); CÂM. DEP. Deputados Brasileiros. Repertório (1995-1999).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados