FRANCOIS RENE ANTOINE LEFEBVRE DE LABOULAYE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: LABOULAYE, François Lefebvre de
Nome Completo: FRANCOIS RENE ANTOINE LEFEBVRE DE LABOULAYE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
LABOULAYE, FRANÇOIS LEFEBVRE DE

LABOULAYE, François Lefebvre de

*diplomata francês; emb. França no Brasil 1968-1971.

François René Antoine Lefebvre de Laboulaye nasceu em Washington, EUA, no dia 16 de junho de 1917, filho do embaixador André de Laboulaye e de Marie Hely d’Oissel.

Licenciado em direito e formado pela Escola de Ciências Políticas de Paris, foi admitido por concurso na carreira diplomática e consular em julho de 1943, ligando-se à administração central do Ministério das Relações Exteriores da França, então ocupada por tropas da Alemanha nazista.

Em fevereiro de 1944, ficou à disposição da Cruz Vermelha francesa. Ainda nesse ano, foi posto à disposição da delegação geral de seu país em Beirute, no Líbano, permanecendo nessa condição até 1946, quando se tornou segundo secretário de embaixada. De 1947 a 1949, esteve vinculado ao comissariado geral para negócios alemães e austríacos em Berlim, retornando então a seu ministério, em Paris, onde permaneceu até 1951 tratando de assuntos da África e do Oriente.

Entre 1951 e 1952, exerceu as funções de primeiro-secretário em Ottawa, no Canadá, aí permanecendo como conselheiro de embaixada de 1953 a 1954. Nesse último ano foi conselheiro em Washington e, de 1955 a 1956, atuou como conselheiro técnico do gabinete do secretário de Estado das Relações Exteriores. No ano seguinte, voltou a ocupar o cargo de conselheiro em Washington e, de 1958 a 1962, foi chefe do serviço de relações exteriores da Companhia Francesa de Petróleo. De 1962 a 1964 serviu em Moscou como primeiro-conselheiro de embaixada.

Presidente da Franteco em 1965, nesse mesmo ano retornou ao Ministério das Relações Exteriores como encarregado das relações com o norte da África, função que desempenhou até 1968, quando assumiu o cargo de embaixador extraordinário e plenipotenciário no Rio de Janeiro, em substituição a Jean André Binoche. Ocupou esse posto até 1971, sendo sucedido por Paul Fouchet. No ano seguinte foi transferido para Tóquio, assumindo aí a chefia da embaixada francesa.

FONTES: CORRESP. EMB. FRANÇA; Who’s who in France (1961).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados