GASPAR DUARTE VELOSO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: VELOSO, Gaspar
Nome Completo: GASPAR DUARTE VELOSO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
VELOSO, GASPAR

VELOSO, Gaspar

*sen. PR 1956-1963.

 

Gaspar Duarte Veloso nasceu em Curitiba no dia 10 de agosto de 1903, filho de Antônio Duarte Veloso e de Ernesta Dalledone Veloso.

Estudou na Escola Americana, no Colégio Santa Júlia e no Ginásio Paranaense, bacharelando-se em 1929 pela Faculdade de Direito do Paraná.

Após a Revolução de 1930, exerceu, de 1933 a 1938, o cargo de diretor-geral de Educação do Paraná durante o governo de Manuel Ribas (1932-1945). No período do Estado Novo (1937-1945) dirigiu o Departamento Estadual de Imprensa e Propaganda (DIP) do Paraná. Em 1947, tornou-se secretário de Educação de seu estado, sendo neste mesmo ano eleito vereador na capital paranaense na legenda do Partido Social Democrático (PSD), cuja liderança exerceu na Câmara Municipal.

No pleito de outubro de 1954, sempre na legenda do PSD, elegeu-se suplente de Alô Ticoulat Guimarães, que, por sua vez, se elegeu ao mesmo tempo senador e suplente do senador Moisés Lupion. Foi convocado ao Senado em fevereiro de 1956, quando, com a posse de Lupion no governo do Paraná, Alô Guimarães passou a ocupar a vaga deste, deixando livre sua cadeira. Nessa legislatura integrou as comissões de Constituição e Justiça, de Relações Exteriores e Especial de Estudos da Política de Produção e Exportação, atuando ainda como vice-presidente da Comissão de Redação e presidente das comissões de Economia, de Finanças e Mista do Problema do Inquilinato. Participou também da comissão de inquérito constituída para apurar denúncias do cardeal-arcebispo do Rio de Janeiro, dom Jaime de Barros Câmara, da comissão especial incumbida de elaborar os projetos dos códigos eleitoral e partidário e da Comissão de Reforma Constitucional formada para emitir parecer sobre o Projeto de Reforma Constitucional nº 1. Esse projeto fora apresentado para alterar a Emenda Constitucional nº 2 (3/7/1956), que dispôs sobre a administração do Distrito Federal por um prefeito, cabendo a função legislativa a uma Câmara de Vereadores, todos eleitos por sufrágio direto, simultaneamente, pelo período de quatro anos. Em 1959 foi escolhido vice-líder da maioria no Senado, formada pelo PSD, o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), o Partido Social Progressista (PSP) e o Partido Republicano (PR), tornando-se em 1961 vice-líder do PSD naquela casa, que abandonou em definitivo ao concluir seu mandato, em janeiro de 1963.

Integrou a delegação brasileira à Conferência das Partes Contratantes do Acordo Geral sobre Tarifas e Comércio (GATT), em Genebra, na Suíça.

Jornalista, dirigiu o jornal O Dia e atuou como redator da Gazeta do Povo, ambos de seu estado. Ao longo de sua carreira, foi também promotor público nas cidades paranaenses de Castor, Imbituva e Tomazina, procurador do Tribunal de Contas e membro do Conselho Penitenciário do Paraná. Foi ainda membro do Instituto dos Advogados Brasileiros, do Centro Paranaense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico do Paraná, tendo cursado também a Escola Superior de Guerra (ESG).

Faleceu em Curitiba no dia 13 de agosto de 1976.

Foi casado com Dulce Gonçalves Veloso. Contraiu segundas núpcias com Leila Pernetta.

Publicou Ação rescisória (1932).

 

FONTES: MACEDO, N. Aspectos; MOREIRA, J. Dic.; NICOLAS, M. Cem; SENADO. Dados; SENADO. Dados biográficos (1826-1996); SENADO. Relação; SENADO. Relação dos líderes; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (7).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados