Geraldo Julio de Mello Filho

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: GERALDO JULIO
Nome Completo: Geraldo Julio de Mello Filho

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:

GERALDO JULIO

* pref. Recife 2013-

             Geraldo Julio de Mello Filho nasceu em 17 de março de 1971, em Recife (PE), filho de Geraldo Julio de Mello e de Maria Ângela de Abreu e Lima Mello.

            Formado em Administração pela Universidade de Pernambuco (UPE), onde também cursou especialização em gestão pública.

Adquiriu sua primeira experiência profissional como  leiturista da Compesa, companhia de água e esgotamento sanitário. Em 1992, após ter sido aprovado em concurso, ingressou no Tribunal de Contas do Estado (TCE) pernambucano. Inaugurando seus passos na vida pública, entre 1995 e 1998, durante o terceiro mandado do governador Miguel Arraes, atuou nas áreas de planejamento, administração e finanças da Companhia Editora do Estado de Pernambuco (CEPE), e nas secretarias de Governo, Fazenda e Saúde. De volta ao TCE em 1999, assumiu a diretoria de recursos humanos do Tribunal.

Na década seguinte, consolidou sua experiência em gestão pública, integrando diversas equipes de governo. Em 2001, na Prefeitura de Recife, foi diretor de planejamento até o ano seguinte, quando se transferiu para Petrolina para assumir por dois anos como secretário de Controle Interno e de Planejamento e Fazenda da prefeitura. No biênio 2005-2006 trabalhou no Ministério da Ciência e Tecnologia. Entre 2007 e 2012, durante a gestão de Eduardo Campos, assumiu a Secretaria de Planejamento e Gestão do governo de Pernambuco e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, além de ter presidido o porto de SUAPE. Na pasta do Planejamento coordenou o processo de estruturação e implementação do “Todos por Pernambuco”, iniciativa premiada pela Organização das Nações Unidas (ONU), que consistiu em um modelo de gestão democrática e regionalizada com foco em resultados. No mesmo período, implantou o programa de enfrentamento à violência “Pacto pela Vida”. Como Secretário de Desenvolvimento, trabalhou para absorver empresas para Pernambuco, visando o aumento de postos de trabalho e da arrecadação do estado.

No pleito municipal de outubro de 2012, Geraldo Julio concorreu à prefeitura de Recife pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), sendo eleito no primeiro turno com               51, 13% da preferência do eleitorado, abrindo ampla margem de vantagem sobre os candidatos Daniel Coelho, do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), votado por 27, 65% dos eleitores e Humberto Costa, do Partido dos Trabalhadores (PT), que obteve 17,43% da votação.

Tomou posse como prefeito recifense em janeiro de 2013. Como alguns dos empreendimentos de sua gestão destacam-se a modernização das escolas públicas e ampliação do ensino bilíngue, a construção  do Hospital da Mulher, cumprindo uma de suas promessas de campanha, implementação de programas de inclusão social, monitoramento de ruas com câmeras de segurança, criação de faixas exclusivas e ciclofaixas, visando a melhoria do sistema de transito da cidade, além de ações para revitalização do meio ambiente e de educação ambiental. Ainda durante seu mandato tornou-se membro da Executiva Nacional do PSB, além de secretário geral do partido.

Pelo PSB e com o apoio de outros 19 partidos, que integraram a “Frente Popular do Recife”, concorreu à reeleição em outubro de 2016. Primeiro colocado com 49, 34% dos votos, disputou o segundo turno contra o petista João Paulo, votado por 23, 76% dos eleitores recifenses. Durante a campanha dos dois candidatos, Julio mostrou-se herdeiro de Eduardo Campos, falecido em 2014 em decorrência de um desastre de avião. João Paulo, por sua vez, focou na imagem do ex-presidente Lula, que chegou a participar de eventos da campanha do petista, mas não esteve no corpo a corpo em Recife. Na segunda fase da disputa eleitoral, Geraldo Julio foi reeleito com 61, 30% válidos.

            Durante seu discurso de posse, em janeiro de 2017, situou a crise econômica enfrentada pelo Brasil, afirmando que pretendia “fazer mais com menos”. O prefeito afirmou ainda que priorizaria a permanência dos serviços consolidados em sua primeira gestão, e que investiria seus esforços sobretudo nas demandas da população mais pobre.

            Casou-se com Cristina Mello. Teve três filhos.

           

Luciana Pinheiro

 

FONTES: Portal Geraldo Julio. Disponível em: <http://www.geraldojulio40.com.br/historia-bio> Acesso em 21/02/2017; Portal da Prefeitura do Recife. Disponível em: <http://www2.recife.pe.gov.br/>.Acesso em 21/02/2017; Portal da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco. Disponível em: < http://www.comunidades.pe.gov.br>. Acesso em 21/02/2017; Portal UOL – Eleições. Disponível em < https://eleicoes.uol.com.br/>. Acesso em 21/02/2017; Portal Veja. Disponível em: <http://veja.abril.com.br>. Acesso em 21/02/2017.

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados