GILBERTO COUTINHO PARANHOS VELOSO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: VELOSO, Gilberto
Nome Completo: GILBERTO COUTINHO PARANHOS VELOSO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
VELOSO, Gilberto

VELOSO, Gilberto 

*  diplomata; emb. Bras. Chile 1995-

 

                Gilberto Coutinho Paranhos Veloso nasceu no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, no dia 7 de agosto de 1940, filho de Luís Assunção Paranhos Veloso e Lília Coutinho Paranhos Veloso.

                 Fez o curso de preparação à carreira de diplomata do Instituto Rio Branco (IRBr), que concluiu como primeiro colocado de sua turma. Nomeado terceiro secretário em novembro de 1962, no ano seguinte bacharelou-se em ciências jurídicas e sociais pela Faculdade Nacional de Direito da Universidade do Brasil e fez o II Curso de Economia Cafeeira do Instituto Brasileiro do Café. Na Secretaria de Estado das Relações Exteriores (SERE), funcionando no Palácio Itamarati do Rio de Janeiro, exerceu a função de oficial de gabinete do ministro das Relações Exteriores Hermes Lima (1962-1963) e auxiliar do secretário-geral de política exterior (1963-1965) até ser removido para a embaixada em Londres (Reino Unido) onde serviria até 1968, tendo sido promovido a segundo secretário em novembro de 1966. Participou, nesse período, de numerosas reuniões multilaterais, entre as quais as da Organização Internacional do Café (Londres, 1963), do Conselho Internacional do Trigo (Londres, 1965), do Conselho Internacional do Açúcar (Londres, 1966 e Genebra, 1968)) e do Grupo Internacional de Estudos sobre a Borracha (GIESB) (Lagos, 1966, Genebra, 1967, Paris, 1968), e foi representante-permanente-suplente do Brasil às reuniões das organizações econômicas sediadas em Londres de 1965 a 1968. Em 1969 foi removido para embaixada no México onde serviu como segundo secretário e chefiou o Setor de Promoção Comercial (SEPRO, depois SECOM) onde participou da reunião preparatória da criação da Organização Mundial de Turismo (OMT) (1970).

                De volta à SERE, desde 1970 instalada no Palácio Itamarati de Brasília, foi auxiliar do secretário-geral-adjunto para Assuntos Econômicos (1971-1972), promovido a primeiro secretário em janeiro de 1973 e nomeado auxiliar do chefe do Departamento Econômico (1973-1974). Chegando a conselheiro em janeiro de 1975, ocupou os cargos de assessor, subchefe (1974-1976) e depois chefe (1977-1979) do gabinete do ministro das Relações Exteriores Antônio Francisco Azeredo da Silveira. Sempre ativo na área multilateral, participou da Conferência das Nações Unidas (ONU) sobre o Açúcar (Genebra, 1973), da reunião dos países latino-americanos produtores de café em Punta Arenas (Costa Rica, 1974), da III Conferência das Nações Unidas sobre o Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD) em Santiago (Chile, 1972) e de negociações açucareiras internacionais entre países produtores em Madri (Espanha) e Sidnei (Austrália) (1973) além da XXX e XXXI Assembléia Geral da ONU (Nova Iorque, 1975 e 1976) e integrando, ainda, as comitivas do ministro das Relações Exteriores em visitas oficiais à África, Europa e Ásia.

Em abril de1978 foi  promovido a ministro de segunda classe e exerceu a função de secretário-geral da reunião de chanceleres dos países da bacia do Prata em Punta del Este. Enquanto ministro-conselheiro na missão junto à ONU em Nova Iorque (1979-1984), participou da V Sessão da Comissão sobre empresas Transnacionais (1979), de reuniões do Conselho Econômico e Social (ECOSOC) da ONU em Genebra e Nova Iorque e das Assembléias Gerais da ONU, entre outras.  De volta ao Brasil, promovido por merecimento a ministro de primeira classe em dezembro de 1984, foi secretário de Cooperação Econômica e Técnica Internacional (SUBIN) da Secretaria de Planejamento da Presidëncia da República (SEPLAN) (1985), chefe do Departamento das Américas (1985-1988) e chefe do gabinete do ministro das Relações Exteriores Roberto de Abreu Sodré (1988-1990), sendo removido ainda em 1990 para embaixada junto à Santa Sé no Vaticano (Roma, Itália) onde serviu até 1995. Transferido para a embaixada no Chile ainda em 1995, sucedeu, em Santiago, ao embaixador Guilherme Leite Ribeiro.

                Casou-se com Selma Paranhos Velloso com quem teve três filhos.

 

FONTES: MIN. REL. EXT. Anuário (1976, 1983 e 1992).

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados