GURGEL, VALFREDO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: GURGEL, Valfredo
Nome Completo: GURGEL, VALFREDO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
GURGEL, VALFREDO

GURGEL, Valfredo

*religioso; const. 1946; dep. fed. RN 1946-1952 e 1953-1954; sen. RN 1963-1966; gov. RN 1966-1971.

 

Valfredo Gurgel nasceu em Caicó (RN) no dia 21 de dezembro de 1908, filho de Pedro Gurgel do Amaral, professor, e de Joaquina Dantas Gurgel.

Fez os estudos primários no Grupo Escolar Senador Guerra e os secundários no Seminário São Pedro, em Natal. Viajou em seguida para Roma, onde cursou a Universidade Gregoriana, formando-se em filosofia em 1928 e teologia em 1932.

De volta ao Brasil, passou a exercer o sacerdócio e, ainda em 1932, começou a lecionar filosofia e teologia no Seminário Maior de Natal, onde atuaria como reitor de 1933 a 1935. Nesse último ano, tornou-se vigário da paróquia de Acari (RN) e em 1936 da paróquia de Caicó, onde permaneceria até 1942. Nessa cidade, organizou em 1940 o patrimônio da diocese e em 1942 o Colégio Seridoense, que dirigiu de 1943 a 1945.

Em dezembro de 1945, após o fim do Estado Novo, elegeu-se deputado pelo Rio Grande do Norte à Assembléia Nacional Constituinte na legenda do Partido Social Democrático (PSD). Empossado em fevereiro de 1946, participou dos trabalhos constituintes e, após a promulgação da nova Carta (18/9/1946), passou a exercer mandato ordinário. Durante essa legislatura, integrou a Comissão Permanente de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados.

No pleito de outubro de 1950, candidatou-se à reeleição na legenda da Aliança Democrática, constituída pelo Partido Republicano (PR), o PSD e o Partido Social Progressista (PSP), e obteve apenas uma suplência. Concluindo o mandato em janeiro de 1951, retornou à Câmara de setembro seguinte a fevereiro de 1952, de junho a setembro desse mesmo ano e de setembro de 1953 a junho de 1954. Em 1955 fundou o semanário A Folha, que dirigiria até 1960. Em outubro de 1958 voltou a disputar uma cadeira na Câmara dos Deputados na legenda do PSD e obteve novamente uma suplência, não chegando a assumir o mandato nessa legislatura. Em outubro de 1960 elegeu-se vice-governador do Rio Grande do Norte, na chapa do PSD encabeçada por Aluísio Alves. Empossado em fevereiro de 1961, nessa condição presidiu a Assembléia Legislativa do Rio Grande do Norte de 1961 a 1962. Em outubro deste último ano foi eleito senador por seu estado na legenda do PSD. Assumindo o mandato em fevereiro de 1963, em março seguinte tornou-se vice-líder de seu partido no Senado, sendo reconduzido a esse posto em 1964 e 1965.

Em outubro de 1965, elegeu-se governador do Rio Grande do Norte na legenda do PSD. Deixando o Senado, foi empossado em janeiro de 1966 em substituição a Aluísio Alves e governou o estado até março de 1971, quando transferiu o cargo para José Cortez Pereira de Araújo. Entre as realizações de sua administração, podem ser destacadas a interiorização da energia elétrica e do abastecimento de água, a construção do Hospital Valfredo Gurgel, em Natal. No campo cultural, fundou a Biblioteca Câmara Cascudo e diversas escolas. Inaugurou diversas agências do Banco do Rio Grande do Norte (Bandern) na capital e em cidades do interior, como Caicó, Ceará-Mirim e Mossoró.

Ao deixar o governo estadual, realizou uma viagem de 45 dias pela Europa e, ao voltar para Natal, foi hospitalizado.

Faleceu em Natal no dia 3 de novembro de 1971.

Com atuação na imprensa, Valfredo Gurgel colaborou ainda no jornal A Ordem, de Natal. Pertenceu à Sociedade Educadora Caicoense, ao Centro de Imprensa do Rio Grande do Norte, à Associação Potiguar do Rio de Janeiro, ao Lions Clube Centro, de Natal, e à Academia Literária Inácio de Azevedo, sediada em Roma.

 

FONTES: CÂM. DEP. Relação dos dep.; CASCUDO, L. História; CASCUDO, L. História da Assembléia; CISNEIROS, A. Parlamentares; Diário do Congresso Nacional; Grande encic. Delta; HIRSCHOWICZ, E. Contemporâneos; LEVINE, R. Vargas; SENADO. Dados; SENADO. Relação; SENADO. Relação dos líderes; SILVA, G. Constituinte; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (1, 2, 4 e 7); Who’s who in Brazil.

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados