JOSE EUDORO REIS TUDE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: TUDE, José
Nome Completo: JOSE EUDORO REIS TUDE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
TUDE, JOSÉ

TUDE, José

*dep. fed. BA 1995-1996.

José Eudoro Reis Tude nasceu em Salvador no dia 2 de fevereiro de 1946, filho de Ciridião Tude de Sousa e de Virgínia Reis Tude.

Em 1964 ingressou na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), tornando-se aspirante em 1968. Em sua carreira militar chegou à patente de capitão no Exército. Ingressou na Universidade Católica de Salvador em 1972, onde formou-se em administração de empresas em 1978.

Em 1979 tornou-se presidente do Desenvolvimento de Camaçari S.A. (Decasa), em Camaçari (BA), cargo que ocupou até 1985. Nesse mesmo ano, filiou-se ao Partido Democrático Social (PDS), no qual permaneceria até 1988. Entre 1986 e 1988, foi assessor da Secretaria de Planejamento do Estado da Bahia.

Elegeu-se prefeito de Camaçari em novembro de 1988, na legenda do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), para o qual se transferira naquele ano. Empossado em janeiro de 1989, cumpriria o mandato até dezembro de 1992. Em 1990, tornou-se delegado do PTB, em Salvador, e no ano seguinte assumiu a presidência da União das Prefeituras da Bahia (UPB), permanecendo neste cargo até 1992. Entre 1993 e 1995, exerceu o cargo de presidente da Companhia de Desenvolvimento da Região Metropolitana (Conder), em Salvador.

Em outubro de 1994, disputou uma cadeira na Câmara dos Deputados pela Bahia, na legenda petebista, obtendo uma suplência. Seus votos foram conquistados sobretudo em sua base eleitoral, no município de Camaçari. Logo no início da legislatura, em 3 de fevereiro de 1995, José Tude assumiu o mandato na Câmara dos Deputados, no lugar de Eraldo Tinoco, do Partido da Frente Liberal (PFL). Integrou como titular a Comissão de Minas e Energia e as comissões especiais de análise da questão do desemprego, sobre viabilização dos projetos públicos federais de irrigação e recursos hídricos. Como suplente, participou das comissões de Fiscalização Financeira e Controle, de Trabalho, Administração e Serviço Público.

Dentre as emendas constitucionais propostas pelo governo Fernando Henrique Cardoso em 1995, votou a favor da quebra do monopólio dos estados na distribuição de gás canalizado, da quebra do monopólio das embarcações nacionais na navegação de cabotagem, da mudança no conceito da empresa nacional, da quebra do monopólio estatal das telecomunicações, da quebra do monopólio da Petrobras na exploração de petróleo e da prorrogação do Fundo Social de Emergência (FSE), rebatizado de Fundo de Estabilização Fiscal (FEF), que permitia que o governo gastasse 20% da arrecadação de imposto sem que estas verbas ficassem obrigatoriamente vinculadas aos setores de saúde e educação.

Em julho de 1996, votou a favor da criação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), imposto de 0,2% sobre transações bancárias, criado como fonte complementar de recursos para a saúde, em substituição ao Imposto Provisório sobre Movimentação Financeira (IPMF).

Em julho de 1996 licenciou-se da Câmara para candidatar-se à prefeitura de Camaçari, na legenda do PTB, no pleito de outubro daquele ano. Eleito, deixou a Câmara dos Deputados em 31 de dezembro do mesmo ano, sendo empossado na prefeitura da cidade baiana em 1º de janeiro de 1997. Sua cadeira foi ocupada por João Carlos Bacelar.

Em 2000, se reelegeu prefeito de Camaçari, novamente na legenda do PTB. Denunciado por fraude eleitoral, porém, José Tude renunciou ao cargo em abril de 2002. No mesmo ano disputou, nas eleições de outubro, uma vaga de deputado estadual, já agora pelo PFL, e foi bem sucedido, elegendo-se com mais de 62 mil votos.

Casou-se com Iara Normando Tude, com quem teve duas filhas.

FONTES: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1995-1999); Estado de S. Paulo (20/11/96); Folha de S. Paulo (31/1/95, 14/1 e 16/10/96); Globo (10/5/96); Jornal do Brasil (28/7/96); Portal do PDT (http://www.pdt.org.br; acessado em 29/11/2009); Portal da Liderança do Governo – Assembléia Legislativa da Bahia (http://www.lideranca.ba.gov.br; acessado em 29/11/2009).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados