JOSE MARIA DE CARVALHO JUNIOR

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: CARVALHO, José Maria de
Nome Completo: JOSE MARIA DE CARVALHO JUNIOR

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
CARVALHO, JOSÉ MARIA DE

CARVALHO, José Maria de

*dep. fed. RJ 1975-1983.

 

José Maria de Carvalho Júnior nasceu no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, no dia 6 de setembro de 1922, filho de José Maria de Carvalho e de Patrocínia Pereira de Carvalho.

Bacharelou-se em ciências jurídicas e sociais pela Faculdade Brasileira de Ciências Jurídicas, no Rio de Janeiro, em 1959. Ainda universitário, elegeu-se vereador à Câmara Municipal do Rio de Janeiro, pelo Partido Social Democrático (PSD), aí permanecendo de 1958 a 1960.

Advogado e professor, foi tesoureiro da Caixa Econômica Federal (CEF) do Rio de Janeiro, fundador e diretor do Ginásio Carvalho Júnior e da Escola Técnica de Comércio do Instituto Independência, chefe de gabinete do presidente da CEF e procurador dessa entidade, cargo em que se aposentou.

No pleito de novembro de 1970 elegeu-se suplente do senador pela Guanabara Danton Jobim na legenda do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido de oposição ao regime militar instaurado no país em abril de 1964. Entre 1971 e 1974, exerceu a função de coordenador estadual do Movimento Brasileiro de Alfabetização (Mobral), atuando ainda neste mesmo período como membro do Conselho Estadual de Educação da Guanabara.

No pleito de novembro de 1974, sempre na legenda do MDB, elegeu-se deputado federal pelo novo estado que resultaria em 1975 da fusão da Guanabara com o estado do Rio, tendo sua votação se concentrado nos subúrbios da Leopoldina. Assumindo o mandato em fevereiro do ano seguinte, nesta legislatura foi membro da Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados. Em 1977 realizou o Curso da Escola Superior de Guerra e, no pleito de novembro do ano seguinte, reelegeu-se deputado federal na mesma legenda.

Com a extinção do bipartidarismo em 29 de novembro de 1979 e a conseqüente reformulação partidária, filiou-se ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), agremiação que sucedeu ao MDB. Nessa nova legislatura voltou a integrar, como membro efetivo, a Comissão de Educação e Cultura, atuando ainda como suplente da Comissão de Transportes da Câmara dos Deputados.

Com a incorporação do PP ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) em fevereiro de 1982, desligou-se desta última agremiação, vinculando-se ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), legenda na qual candidatou-se à Câmara dos Deputados pelo estado do Rio de Janeiro, obtendo apenas uma suplência.

Em dezembro de 1983, tornou-se diretor de Patrimônio da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), em Volta Redonda (RJ), cargo que exerceu até abril de 1988. Nesse mesmo ano, foi assessor técnico do Senado Federal, desempenhando essa função até novembro de 1989. Nessa ocasião, foi nomeado presidente da Fundação Estadual de Educação do Menor (FEEM), órgão do governo do estado do Rio de Janeiro. Em março de 1991, quando Leonel Brizola iniciou o seu segundo mandato como governador fluminense, deixou a presidência da FEEM e retornou ao Senado, mais uma vez como assessor técnico.

Em março de 1994, deixou o PTB e filiou-se ao Partido Progressista Reformador (PPR). Aposentado como assessor técnico do Senado em janeiro de 1995, em agosto seguinte ingressou no Partido Progressista Brasileiro (PPB), fruto da fusão do PPR com o Partido Progressista (PP), ocorrida naquele mês.

Casou-se com Cacilda Manso de Carvalho, com quem teve três filhos.

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1975-1979 e 1979-1983); COUTINHO, A. Brasil; INF. BIOG.; NÉRI, S. 16; Perfil (1980); TRIB. SUP. ELEIT. Dados (9).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados