JOSINO ALVES DA ROCHA LOURES

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: LOURES, Rocha (2)
Nome Completo: JOSINO ALVES DA ROCHA LOURES

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
LOURES, ROCHA (2)

LOURES, Rocha

*dep. fed. PR 1955-1959.

 

Josino Alves da Rocha Loures nasceu em Palmas (PR) no dia 5 de janeiro de 1910, filho de Jesuíno Alves da Rocha Loures e de Francisca Ferreira Loures. Seu irmão, João Alves da Rocha Loures, foi deputado federal pelo Paraná em 1951 e desembargador do Tribunal de Justiça do estado.

Fez os estudos primários no Colégio Palmense e no grupo escolar de sua cidade, e os secundários no Ginásio Paranaense, em Curitiba. Formou-se pela Faculdade de Medicina da Universidade do Rio de Janeiro em 1932, especializando-se em oftalmologia e otorrinolaringologia.

No ano seguinte, transferiu-se para Joinville (SC), onde, além de exercer a medicina, iniciou sua carreira política, elegendo-se vereador ainda em 1933. Nessa cidade, foi presidente da Sociedade Médica e da Cruz Vermelha. Foi membro da Câmara dos Quatrocentos, órgão da Ação Integralista Brasileira (AIB), movimento de inspiração fascista surgido na década de 1930 sob a liderança de Plínio Salgado.

Em 1944, transferiu-se para Londrina (PR), onde, dois anos depois, inaugurou a Casa de Saúde e Maternidade Rocha Loures. Fundador do Partido Republicano (PR) nesta cidade do norte paranaense, elegeu-se vereador por essa legenda em dois pleitos consecutivos. Diretor do Departamento de Assistência Técnica aos Municípios do Paraná, durante o governo de Bento Munhoz da Rocha, fundou a Associação dos Municípios do Paraná. Nesse período, colaborou na Gazeta de Londrina e no Paraná do Norte, ambos de Londrina.

Em outubro de 1954 elegeu-se deputado federal pelo Paraná, na legenda do PR. Assumindo o mandato em fevereiro de 1955, foi na Câmara presidente da Comissão de Segurança Nacional, terceiro-secretário da casa e vice-líder do PR. Tentou reeleger-se em outubro de 1958, mas não foi bem-sucedido. Ao término da legislatura, em janeiro de 1959, retirou-se da Câmara dos Deputados.

Retomou então suas atividades profissionais, novamente interrompidas no final do segundo governo de Moisés Lupion (1956-1961), quando assumiu a Secretaria do Trabalho e Assistência Social.

Aposentou-se em 1983, como diretor do Departamento Médico do Instituto de Previdência do Estado.

Faleceu em Curitiba no dia 1º de maio de 1994.

Era casado com Carmen Richlin da Rocha Loures, com quem teve sete filhos.

Publicou O emprego do scofedal na cirurgia oftalmo-otorrinolaringológica (1940), Edema infeccioso agudo da laringe (1942), Um caso de conjuntivite diftérica (1943) e Angina de Ludvig (1944).

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Relação dos dep.; CORTÉS, C. Homens; NICOLAS, M. Cem; PIERUCCHINI, M. C. Os Rocha; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (3).

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados