LAURO GENTIL PORTUGAL TAVARES

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: TAVARES, Portugal
Nome Completo: LAURO GENTIL PORTUGAL TAVARES

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
TAVARES, PORTUGAL

TAVARES, Portugal

*dep. fed. PR 1955-1959.

 

Lauro Gentil Portugal Tavares nasceu em Campo Largo (PR) no dia 10 de maio de 1901, filho do engenheiro Arlindo Tavares e de Maria da Conceição Tavares Portugal.

Com apenas 12 anos, trabalhou nos mais variados serviços braçais em Campo Largo. Mudando-se para Curitiba, teve seu primeiro emprego numa farmácia.

Iniciou os estudos na escola primária pública de Campo Largo, ingressando posteriormente no Ginásio Paranaense de Curitiba, hoje colégio estadual. Funcionário dos Correios entre 1926 e 1935, formou-se em farmácia em 1927.

Em junho de 1929, ingressou na Polícia Militar do Paraná, no posto de segundo-tenente veterinário, sendo promovido a primeiro-tenente em agosto de 1930. Por ocasião da Revolução de 1930, participou de vários combates ao lado dos revolucionários, integrando a escolta militar de cavalaria que acompanhou e garantiu a posse de Getúlio Vargas no Rio de Janeiro, em novembro daquele ano.

Ainda em 1930, formou-se pela Faculdade de Medicina do Paraná, na qual passou a lecionar anos mais tarde. Enquanto estudante, foi um dos fundadores do Instituto de Proteção e Assistência à Infância do Paraná. Em 1935, foi nomeado diretor do Departamento de Saúde Pública da antiga Secretaria de Estado do Interior, Educação e Saúde.

Dando prosseguimento à sua carreira médica, especializou-se em doenças oncológicas na Faculdade de Medicina da Universidade do Paraná em 1949.

Elegeu-se deputado à Assembléia Legislativa paranaense no pleito de janeiro de 1947, na legenda do Partido Republicano (PR). Reeleito em outubro de 1950, pela mesma legenda, foi escolhido vice-presidente da Assembléia em 1952. Em 1954, interrompeu seu mandato para assumir o cargo de secretário estadual da Educação e Cultura, para o qual fora nomeado pelo governador Bento Munhoz da Rocha. Projetos de lei de sua autoria, depois de aprovados, viabilizaram a criação das escolas de Filosofia, Ciências e Letras de Londrina, Ponta Grossa e Paranaguá. Uma emenda constitucional, também de sua lavra, deu autonomia política para Curitiba, permitindo a eleição de prefeito.

Paralelamente, foi promovido a major-médico, tenente-coronel e coronel da Polícia Militar, passando para a reserva em outubro de 1955.

Em outubro de 1954, elegeu-se deputado federal pelo Paraná na legenda do PR, assumindo o mandato em fevereiro do ano seguinte. Vice-líder do partido na Câmara a partir de março, em dezembro assumiu também a vice-liderança da minoria parlamentar. Vice-presidente da Comissão de Educação e Cultura entre 1956 e 1958, não se candidatou à reeleição em outubro deste último ano, deixando a Câmara dos Deputados em janeiro de 1959, ao final da legislatura.

Abandonando a carreira política, ainda em 1959 concluiu curso de especialização em cardiologia e eletrocardiografia no Instituto de Cardiologia da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro, iniciado no ano anterior. De volta a Curitiba, retomou suas atividades médicas.

Ao longo de sua vida profissional, Tavares Portugal foi ainda secretário do Hospital de Crianças e da Sociedade de Socorro aos Necessitados, presidente do Instituto do Funcionário Público do Paraná, e oficial-de-gabinete da Secretaria do Interior, Justiça e Instrução Pública do Paraná. Integrou o Conselho Regional de Medicina do Paraná, a Associação Médica Brasileira, a Associação Médica do Paraná, a Associação Brasileira de Cardiologia e o Instituto Paranaense de História da Medicina, entre outras entidades.

Faleceu em Curitiba no dia 4 de março de 1991.

Era casado com Euterpe de Macedo Xavier Tavares, com quem teve cinco filhos. Seu sogro, Zacarias de Paula Xavier, foi coronel da Guarda Nacional e deputado federal pelo Paraná durante a República Velha.

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1946-1967); CÂM. DEP. Deputados federais. Inventário; CÂM. DEP. Relação dos deputados; CÂM. DEP. Relação nominal dos senhores; CURRIC. BIOG.; MOREIRA, J. Dic.; NICOLAS, M. Cem.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados