LAURO MONTEIRO DA CRUZ

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: CRUZ, Lauro
Nome Completo: LAURO MONTEIRO DA CRUZ

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
CRUZ, LAURO

CRUZ, Lauro

*dep. fed. SP 1951-1971.

 

Lauro Monteiro da Cruz nasceu em Santos (SP) no dia 3 de julho de 1904, filho de Antônio Monteiro da Cruz e de Arminda Amaral da Cruz.

Fez os estudos primários em sua cidade natal e cursou o secundário no Colégio Mackenzie e no Liceu Paulista, ambos na capital do estado. Formou-se pela Faculdade de Medicina de São Paulo em 1931, tendo-se filiado, ainda estudante, ao Partido Democrático de São Paulo. Em 1940, diplomou-se em ciências físicas pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo, especializando-se em física geral, experimental e biológica. Fez ainda o curso de emergência de medicina de guerra para médicos civis no Serviço de Saúde do Exército, tornando-se com isso major-médico da reserva de segunda classe.

Depois de exercer a clínica médica por algum tempo, dedicou-se ao magistério, tornando-se docente do Colégio Universitário, professor de física geral e experimental da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade Mackenzie e catedrático da Escola Paulista de Medicina.

Filiando-se à União Democrática Nacional (UDN), no pleito de janeiro de 1947 elegeu-se vereador à Câmara Municipal de São Paulo. Em outubro de 1950, foi eleito deputado federal por São Paulo na mesma legenda. Deixando a Câmara Municipal, iniciou seu novo mandato na Câmara Federal em fevereiro de 1951. Reeleito nos pleitos de outubro de 1954 e de 1958, a partir de 1961 tornou-se presidente da Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados.

Em outubro de 1962 voltou a eleger-se deputado federal por São Paulo, dessa vez na legenda da coligação formada pela UDN, o Partido Democrata Cristão (PDC) e o Partido Rural Trabalhista. Com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a posterior instauração do bipartidarismo, filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena), em cuja legenda mais uma vez foi eleito deputado federal no pleito de novembro de 1966. Ainda nesse ano deixou a presidência da Comissão de Educação e Cultura, e em 1971 encerrou seu mandato.

Na Câmara dos Deputados, Lauro Cruz dedicou especial atenção ao campo da assistência social, da educação e da saúde, tendo sido o autor de projetos de lei e de assistência à maternidade, de criação do instituto de aposentadoria e pensões dos professores do ensino privado e de regulamentação da profissão de assistente social.

Foi presidente durante 20 anos da Associação Evangélica Beneficente de São Paulo, mantenedora de sete instituições de assistência social, e sócio-honorário da Sociedade Bíblica do Brasil, da Sociedade Bíblica Americana e da Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira. Foi também presidente do Conselho de Curadores da Universidade Federal de São Carlos e do Fundo Cristão para Crianças.

Faleceu em São Paulo no dia 23 de abril de 1989.

Foi casado com Ida Osório Teixeira da Cruz, com quem teve dois filhos. Viúvo, contraiu segundas núpcias com Maria Carolina Funck Monteiro da Cruz.

Além de diversos artigos científicos, publicou O quadro leucocitário em clínica — contribuição para o seu estudo por um novo método gráfico (1932), Método gráfico para o serviço de hemograma e Tratamento das anemias pelo ferro reduzido.

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertórios (1963-1967, 1967-1971); CÂM. DEP. Relação dos dep.; CISNEIROS, A. Parlamentares; CORTÉS, C. Homens; COUTINHO, A. Brasil; Eleitos; INF. FAM.; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (6).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados