LEAL, Carlos Ivan Simonsen

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: LEAL, Carlos Ivan Simonsen
Nome Completo: LEAL, Carlos Ivan Simonsen

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
Verbete: Carlos Ivan Simonsen Leal

LEAL, Carlos Ivan Simonsen

*pres. FGV 2000- 

 

Carlos Ivan Simonsen Leal nasceu no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, no dia 5 de maio de 1957, filho do advogado Carlos Ivan da Silva Leal e de Carmen Simonsen Leal. Seu tio materno, Mário Henrique Simonsen, foi ministro da Fazenda (1974-1979) e do Planejamento (1979), além de professor, diretor e vice-presidente da Fundação Getulio Vargas (FGV).

Estudou no Colégio Santo Inácio e formou-se em engenharia civil pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1980. Em 1981 iniciou o curso da Escola de Pós-Graduação em Economia (EPGE) da FGV, então dirigida por Mário Henrique Simonsen. Mestre em economia matemática pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) em 1982, deixou a EPGE e foi para a Universidade de Princeton, nos Estados Unidos, pela qual se doutorou em economia em 1986.

 Nesse ano voltou para o Brasil e tornou-se professor da EPGE, dedicando-se também à pesquisa e escrevendo numerosos trabalhos. Em 1987 recebeu o prêmio Haralambos Simeonidis da Associação Nacional de Centros de Pós-Graduação em Economia (Anpec), categoria Artigos, com o texto intitulado “Macroeconomia com preços fixos: um modelo simplificado para economia aberta”, em co-autoria com Sérgio Ribeiro da Costa Werlang e Rubens Penha Cysne.

 Foi consultor do Banco Central em 1989 e diretor do FGV-Business de 1992 até 1997, sendo responsável pela criação e formulação dos cursos na área de Finanças Corporativas e Gestão Empresarial.

Em 1994 tornou-se diretor da EPGE. O período era de dificuldades para a FGV, que deixou de ter o apoio financeiro do governo federal. Para que a EPGE continuasse a prestar serviços de qualidade, buscou financiamento junto a empresas privadas. Lançou também cursos de educação continuada que ajudariam a FGV a se manter.

  Em 1997 foi eleito vice-presidente da FGV, ao lado de Jorge Oscar Melo Flores, presidente. Quando este faleceu foi eleito seu sucessor, em 2000. Na presidência da FGV, desenvolveu uma gestão voltada para a preservação da qualidade dos cursos e pesquisas. A Fundação vinha se dedicando aos cursos de pós-graduação e passou a investir em cursos de graduação: de Administração (que havia sido criado em 1952 e extinto em 1980), de Economia e de Direito. Incentivou ainda a criação de cursos de graduação e de pós-graduação nas áreas de História e Ciências Sociais. Os cursos de educação continuada foram ampliados e hoje estão presentes em todos os estados brasileiros.

Membro da Ordem Nacional do Mérito Científico no grau de grã-cruz, recebeu o Colar do Mérito Judiciário outorgado pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro e a medalha da Ordem das Palmes Académiques concedida pela República da França em outubro de 2008

Casou-se com Marta Simonsen Leal e teve dois filhos.

Publicou diversos artigos, entre os quais: Macroeconomia com racionamento: um modelo simplificado para economia aberta (1987), em co-autoria com Sérgio Werlang e Rubens Penha Cysne; Macroeconomia com M4 (1990), Retornos em educação no Brasil: 1976-1989 (1991) e Uma nota sobre a contabilidade dos agregados monetários no Brasil (1992), os três em co-autoria co Sérgio Werlang; Fundamentos da teoria das opções e arbitragem (1996); Determinação do preço de uma opção e arbitragem (1996) e Futuros de juros (1996).

Alzira Alves de Abreu

 

FONTES: CURRIC. BIOG.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados