LEAL, Renildo

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: LEAL, Renildo
Nome Completo: LEAL, Renildo

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
LEAL, Renildo

LEAL, Renildo.

*dep. fed. PA 1999-2003.

 

Renildo Leal Santos nasceu em Prado (BA) no dia 13 de agosto de 1965. Graduou-se em Teologia no Seminário Teológico da Assembléia de Deus em Belém (PA) (1983-1986) e em Medicina na Universidade Federal do Pará em 1992.

Em 1995, filiou-se ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Foi Secretário Municipal de Saúde em Rondon do Pará em 1995 e 1996 .

Elegeu-se deputado federal em 1998. No ano seguinte, após assumir sua cadeira na Câmara, deixou  o PMDB para ingressar no Partido Trabalhista Brasileiro. (PTB).

Durante todo o mandato integrou, como titular, as Comissões de Seguridade Social e Família e da Prorrogação da CPMF, tendo participado também da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Atuação da Fundação Nacional do Índio. (FUNAI) Membro da Igreja Assembléia de Deus, compunha a bancada dos evangélicos na Câmara. Em 2002, candidatou-se a uma vaga na Assembleía Legislativa do Pará, mas não foi eleito.

Em junho de 2006, foi acusado de, durante seu mandato na Câmara Federal, ter-se envolvido no episódio que ficou conhecido como “Escândalo dos Sanguessugas”, um esquema de desvio de dinheiro público destinado à compra de ambulâncias posto em prática em 2001. Em 2004, após as primeiras denúncias, a Polícia Federal iniciou as investigações. De acordo com matéria publicada na Folha de S. Paulo em 11 de junho de 2006¸ o procurador da República em Cuiabá (MT) Mário Lúcio Avelar, encaminhou a Justiça Federal uma denúncia apontando Renildo Leal como um dos parlamentares que exercia o comando político da operação em troca de propina: três pagamentos de R$ 10 mil a R$ 13 mil entre abril e junho de 2004, no seu caso. Ainda segundo dados coletados durante as investigações, o ex-deputado foi o autor do maior número de emendas (25) feitas para viabilizar a compra de ambulâncias, sendo acusado de fraudar licitações, direcionar a escolha das empresas fornecedoras e superfaturar preços.

 

 

 

 

FONTES: Diário. Política.Disponível em : < http://www.diarioon.com.br/>. Acesso em 20 jan. 2009; Folha de S. Paulo. Disponível em : <http://www1.folha.uol.com.br>. Acesso em : 20 jan. 2009; Portal Democracia. Disponível em : <http://www.democracia. com.br/parlamentares>. Acesso em : 19 jan. 2009; Portal DIAP. Disponível em : <http://diap.ps5.com.br>. Acesso em 12 mar. 2009; Portal do TRE-PA. Disponível em : <http://www.tre-pa.gov.br/>. Acesso em : 12 mar. 2009.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados