LEITE, JORGE DA SILVA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: LEITE, Jorge da Silva
Nome Completo: LEITE, JORGE DA SILVA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
LEITE, JORGE DA SILVA

LEITE, Jorge da Silva

*militar; ch. EMA 1958-1960.

 

Jorge da Silva Leite nasceu em Petrópolis (RJ) no dia 1º de julho de 1895, filho de Alfredo Francisco da Silva Leite e de Clotilde Barcelos da Silva Leite.

Estudou no Colégio Militar e sentou praça em maio de 1912, ingressando na Escola Naval no Rio de Janeiro, então Distrito Federal. Participou da Primeira Guerra Mundial (1914-1918), tendo sido promovido a segundo-tenente em janeiro de 1916. Em 1918 fez o curso de submarinos na Escola Profissional da Marinha e, em agosto desse ano, foi promovido a primeiro-tenente. Chegou a capitão-tenente em outubro de 1924 e assumiu o cargo de chefe da 3ª Seção da Divisão de Hidrografia da Marinha em outubro de 1933. Tornou-se capitão-de-corveta em agosto de 1934 e capitão-de-fragata em dezembro de 1942, participando, entre 1944 e 1945, da Segunda Guerra Mundial. Foi promovido a capitão-de-mar-e-guerra em maio de 1946, a contra-almirante em março de 1952 e a vice-almirante em fevereiro de 1956.

Já depois de ter ocupado os cargos de diretor-geral de Hidrografia e Navegação da Marinha e de subchefe do Estado-Maior da Armada (EMA), em julho de 1958 foi promovido a almirante-de-esquadra, tornando-se, no mês seguinte, chefe do EMA. Permaneceu no cargo durante o governo de Juscelino Kubitschek (1956-1961), sucedendo ao almirante-de-esquadra Jorge Matoso Maia, e, nessa qualidade, foi ministro interino da Marinha de novembro a dezembro de 1958 e de julho a agosto de 1959, na gestão de Matoso Maia. Deixou o EMA em maio de 1960, sendo substituído pelo vice-almirante Heitor Doyle Maia.

Durante sua carreira militar comandou diversos navios e submarinos, além da força de contratorpedeiros. Fez cursos superiores na Escola Superior de Guerra, presidiu a delegação brasileira à VIII Reunião de Consulta sobre Cartografia do Instituto Pan-Americano de Geografia e História, realizada em Cuba, e integrou as delegações brasileiras à VI Assembléia do mesmo instituto, reunida no México, e à VII Conferência do Bureau Hidrográfico Internacional, realizada em Mônaco. Foi ainda chefe interino do Estado-Maior das Forças Armadas (EMFA).

Faleceu na cidade do Rio de Janeiro, no dia 13 de maio de 1988.

Era casado com Iolanda Eiras da Silva Leite, com quem teve dois filhos.

 

FONTES: CORRESP. SERV. DOC. GER. MAR.; COUTINHO, A. Brasil; Encic. Mirador; Jornal do Brasil (17/5/88); MIN. MAR. Almanaque (1934, 1936 e 1961).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados