LENOIR VARGAS FERREIRA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: VARGAS, Lenoir
Nome Completo: LENOIR VARGAS FERREIRA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
VARGAS, LENOIR

VARGAS, Lenoir

*dep. fed. SC 1951-1971; sen. SC 1971-.

 

Lenoir Vargas Ferreira nasceu em Tupanciretã (RS) no dia 13 de maio de 1919, filho de Gratolino Vaz Ferreira e de Cândida Vargas Ferreira.

Fez o curso primário na Escola Pública de Tupanciretã e o secundário no Ginásio Cristo Redentor, em Cruz Alta (RS).

Bacharel em ciências jurídicas e sociais pela Faculdade de Direito da Universidade de Porto Alegre, exerceu, entretanto, a profissão de jornalista, de 1939 a 1945. Somente neste último ano passou a exercer a advocacia, em Santa Catarina.

Após o fim do Estado Novo (1937-1945), elegeu-se vereador em Chapecó (SC) em janeiro de 1947, na legenda do Partido Social Democrático (PSD), tendo sido líder da bancada de seu partido na Câmara Municipal. Em outubro de 1950 elegeu-se deputado estadual em Santa Catarina, ainda na legenda do PSD, assumindo sua cadeira em fevereiro do ano seguinte, após deixar a Câmara Municipal de Chapecó. Primeiro-secretário da mesa na Assembléia Legislativa a partir de 1951, foi mantido nessa função após ter sido reeleito deputado estadual em outubro de 1954. Na Assembléia Legislativa, foi ainda vice-líder e líder da bancada de seu partido.

Em outubro de 1958 elegeu-se deputado federal por Santa Catarina, sempre na legenda do PSD. Concluiu o mandato estadual em janeiro de 1959 e assumiu sua cadeira na Câmara em fevereiro seguinte. Reeleito deputado federal no pleito de outubro de 1962, no ano seguinte foi escolhido segundo-vice-presidente da mesa na Câmara dos Deputados, posição que tornaria a ocupar em maio de 1964. Em junho de 1965 tornou-se vice-líder do PSD na Câmara. Com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a conseqüente reformulação partidária, filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de apoio ao governo instaurado com o movimento político-militar de março de 1964. No pleito de novembro de 1966, reelegeu-se deputado federal por Santa Catarina, dessa vez na legenda da Arena. Nessa legislatura foi membro das comissões de Justiça, de Orçamento, de Educação, de Redação, de Legislação Social e da Fronteira Sudoeste, e presidente da Comissão de Divisão Territorial. Foi também vice-líder do seu partido e primeiro-secretário da mesa.

Eleito senador na legenda da Arena em novembro de 1970, assumiu o mandato em fevereiro do ano seguinte, após deixar a Câmara dos Deputados. Nesse mesmo mês, foi escolhido suplente de secretário do Senado. Em 1972 tornou-se terceiro suplente da mesa, e no ano seguinte passou a integrar as comissões de Finanças, de Minas e Energia e de Transportes, Comunicações e Obras Públicas. Foi também quarto-secretário do Senado. Em 1978 presidiu a Arena catarinense e em setembro desse mesmo ano foi reeleito senador através do voto indireto pela Assembléia Legislativa de Santa Catarina.

Foi sócio do Centro Brasileiro de Letras, em Santa Catarina, e colaborou nos jornais A Nação e Jornal do Estado, em Porto Alegre.

Faleceu em Brasília, no dia 1º de agosto de 1986.

Era casado com Rute Barbedo Ferreira, com quem teve duas filhas..

 

FONTES: CABRAL, O. Breve; CABRAL, O. Era; CABRAL, O. História; CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1967-1971); CÂM. DEP. Relação nominal dos senhores; COUTINHO, A. Brasil: Perfil (1972 e 1980); Globo (2/8/86); Rev. Ciência Pol. (1966); SENADO. Dados; SENADO. Dados biográficos; SENADO. Endereços; SENADO. Relação; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (2, 3, 4, 6, 8 e 9); Veja (31/5/78).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados