LEONIDAS DE CASTRO MELO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MELO, Leônidas
Nome Completo: LEONIDAS DE CASTRO MELO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
MELO, LEÔNIDAS

MELO, Leônidas

*gov. PI 1935-1937; interv. PI 1937-1945; dep. fed. PI 1951-1955; sen. PI 1955-1963.

 

Leônidas de Castro Melo nasceu em Barras (PI) no dia 15 de agosto de 1897, filho de Regino Lopes de Melo, comerciante, e de Maria Florença de Castro Melo.

Cursou o Instituto 21 de Abril, em Teresina, e a Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, então Distrito Federal, pela qual se diplomou em 1920.

Professor do ensino secundário, em 1924 tornou-se titular da cadeira de ciências naturais no Colégio Estadual do Piauí e, em 1929, foi vereador em seu estado.

Após a Revolução de 1930 concorreu, em maio de 1933, a uma cadeira na Assembléia Nacional Constituinte na legenda do Partido Nacional Socialista (PNS), obtendo apenas uma suplência. Em maio do ano seguinte foi eleito governador do estado pela Assembléia Constituinte do Piauí, recebendo o cargo do interventor federal Landri Sales (1931-1935). Encarregado pelo presidente Getúlio Vargas (1930-1945) da execução, no Piauí, do estado de guerra decretado no dia 1º de outubro de 1937, participou, na condição de chefe do governo estadual, das articulações que conduziram à implantação do Estado Novo em 10 de novembro seguinte. No dia 23 desse mesmo mês foi confirmado no governo piauiense, agora como interventor federal. Durante sua administração concluiu o Liceu Piauiense e construiu vários prédios destinados a grupos escolares. Edificou também a Secretaria de Saúde e o Hospital Getúlio Vargas. Com a queda de Vargas em 29 de outubro de 1945, foi substituído em 3 de novembro seguinte por Antônio Leôncio Ferraz.

Em 2 de dezembro do mesmo ano candidatou-se a uma cadeira de senador pelo Piauí na Assembléia Nacional Constituinte na legenda do Partido Social Democrático (PSD), mas foi derrotado por Esmaragdo de Freitas e Sousa e Matias Olímpio de Melo, candidatos da União Democrática Nacional (UDN). Em 1950 integrou a diretoria do Conselho Superior das Caixas Econômicas Federais e, ainda nesse ano, elegeu-se no pleito de outubro deputado federal por seu estado na legenda do PSD, assumindo o mandato em fevereiro de 1951.

Eleito em outubro de 1954 senador pelo Piauí na legenda da Aliança Democrática Trabalhista, constituída pelo PSD e o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), deixou a Câmara dos Deputados em janeiro de 1955, assumindo em fevereiro seguinte seu mandato no Senado. Mantendo estreita aliança com os trabalhistas, especialmente nos anos de 1961 e 1962, deixou o Senado ao final do mandato, em janeiro de 1963. Com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a posterior instauração do bipartidarismo, filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena). Não voltou, contudo, a disputar cargos eletivos.

Leônidas Melo foi também professor da Escola Normal Oficial do Piauí, professor e diretor do Ginásio Oficial do Piauí, médico do Serviço de Profilaxia Rural do estado, chefe do Serviço de Doenças Venéreas do estado e secretário-geral do estado do Piauí.

Faleceu em Teresina no dia 24 de maio de 1981.

Publicou Do pneumotórax artificial no tratamento da tuberculose pulmonar (tese, 1920) e Trechos do meu caminho (1976).

 

 

FONTES: ASSEMB. NAC. CONST. 1934. Anais (1); CAFÉ FILHO, J. Sindicato; CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Relação dos dep.; CISNEIROS, A. Parlamentares; Correio da Manhã (15/6/39); CURRIC. BIOG.; Grande encic. Delta; MACEDO, N. Aspectos; PEIXOTO, A. Getúlio; POPPINO, R. Federal; REGO NETO, H. Fatos; SENADO. Relação; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (7).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados