LIMA, Neuton

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: LIMA, Neuton
Nome Completo: LIMA, Neuton

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
SOBRENOME, Nome

LIMA, Neuton

* dep. fed. SP 1999-2007.

 

Rubeneuton Oliveira Lima nasceu na cidade de São Paulo no dia 27 de abril de 1965, filho de Raimundo Soares de Lima e de Maria Nogueira Oliveira Lima.

Formou-se em direito pela Universidade Metodista de Piracicaba (SP), em 1994. Fez pós-graduação em economia e desenvolvimento urbano na Escola de Políticas Públicas e Governo da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em 2000. Em 1995, foi admitido como diácono da Igreja Evangélica Assembléia de Deus, ministério do Belém, em Indaiatuba (SP).

Filiado ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) desde 1987, elegeu-se vereador em Indaiatuba em 1988. Em 1990, migrou para o Partido Democrático Trabalhista (PDT) e assumiu sua coordenação regional em São Paulo. Também nesse ano foi fundador e presidente da Associação dos Vereadores Evangélicos do Estado de São Paulo, posto que ocupou até 1997. Entre 1997 e 1999 voltou a ser vereador em Indaiatuba, na legenda do PDT, do qual foi líder na Câmara Municipal entre 1997 e 1998.

Em 1998 elegeu-se deputado federal por São Paulo, sempre na legenda do PDT. Assumiu o mandato em fevereiro de 1999 e ainda nesse ano ingressou no Partido da Frente Liberal (PFL) e assumiu a presidência do diretório da agremiação em Indaiatuba. Entre 1999 e 2002, foi coordenador da bancada parlamentar da Igreja Assembléia de Deus na Câmara dos Deputados.

Em 2002, reelegeu-se deputado federal por São Paulo, na legenda do PFL, e em 2003 transferiu-se para o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). Durante a legislatura iniciada em fevereiro desse ano, participou na Câmara das comissões de Direitos Humanos, de Educação e Cultura, de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e de Viação e Transportes. Foi suplente das comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática, de Constituição e Justiça e de Cidadania, de Constituição e Justiça e de Redação, de Defesa do Consumidor, de Defesa do Consumidor, Meio Ambiente e Minorias, de Educação, Cultura e Desporto e de Finanças e Tributação, de Fiscalização Financeira e Controle. Em 2004 concorreu à prefeitura de Indaiatuba na legenda do PTB, mas não foi eleito.

Em 2006, figurou entre os parlamentares acusados pela Polícia Federal de envolvimento com a “máfia dos Sanguessugas”, esquema de aliciamento de parlamentares para que liberassem emendas individuais ao Orçamento da União, destinando verbas a municípios específicos para a compra de ambulâncias. Segundo as investigações da comissão parlamentar de inquérito (CPI) criada pela Câmara dos Deputados para investigar as denúncias, Neuton Lima teria recebido dinheiro em sua conta corrente no Banco do Brasil de Indaiatuba, além de ganhar um microônibus, como propina da máfia das ambulâncias. O deputado não quis se pronunciar sobre o caso. A CPI presidida pelo deputado Antônio Carlos Biscaia concluiu seus trabalhos em dezembro de 2006 sem apontar a prática de crimes por nenhum deputado ou senador.

Nas eleições de outubro de 2006 buscou a reeleição na legenda do PTB e obteve uma suplência. Deixou a Câmara ao final do mandato, em janeiro de 2007.

 

Mariana Joffily

FONTES:

Fundação Seade, <www.seade.gov.br>, acesso em jul. 2009.

Câmara dos Deputados, <www.camara.gov.br>, acesso em jul. 2009.

Folha Online especial 2006 eleições, <http://www1.folha.uol.com.br/folha/especial/2006/eleicoes/candidatos-deputado_federal-sp-2222.shtml>, acesso em jul. 2009.

IstoÉ, 09/08/2006, “As provas da propina de cada um”,  <www.terra.com.br/istoe/1920/brasil/1920_as_provas_da_propina_de_cada_um.htm>, acesso em jul. 2009.

G1 “CPI dos sanguessugas chega ao fim sem indiciar um só parlamentar”, 14/12/2006 <http://g1.globo.com/Noticias/Politica/0,,AA1387918-5601,00.html>, acesso em jul. 2006

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados