LOBATO, OSCAVO DE FARIA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: LOBATO, Oscavo de Faria
Nome Completo: LOBATO, OSCAVO DE FARIA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
LOBATO, OSCAVO DE FARIA

LOBATO, Oscavo de Faria

*dep. fed. MG 1947-1951.

 

Oscavo de Faria Lobato nasceu em Poços de Caldas (MG) no dia 31 de março de 1896, filho de Francisco de Faria Lobato, médico de renome na região, e de Lisa Correia Neto Lobato. Seu pai, republicano, foi deputado estadual em Minas Gerais entre 1894 e 1897.

Realizou seus estudos secundários no Ginásio São Bento, em São Paulo, e formou-se, em 1922, em medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, então Distrito Federal. Concluído o curso universitário, retornou à sua cidade natal, onde passou a clinicar e integrou-se ao projeto de reforma dos serviços das termas do município, durante a gestão do presidente de Minas, Antônio Carlos Ribeiro de Andrada. Também em Poços de Caldas, foi fundador e presidente do primeiro Rotary Club da cidade e vereador em duas legislaturas.

No pleito suplementar de janeiro de 1947, elegeu-se deputado federal por Minas Gerais apoiado pela coligação que uniu a União Democrática Nacional (UDN) ao Partido Republicano (PR), ao qual era filiado. Assumindo o mandato em março seguinte, participou da Comissão de Diplomacia da Câmara dos Deputados.

Em outubro de 1950, voltou a candidatar-se a deputado federal na legenda do PR, obtendo apenas a  décima terceira suplência. Ao final da legislatura, em janeiro de 1951, deixou a Câmara. Ainda em 1951, foi nomeado diretor da Imprensa Oficial do Estado de Minas Gerais pelo governador Juscelino Kubitschek de Oliveira. Voltou a candidatar-se a deputado federal nos pleitos de outubro de 1954 e outubro de 1958, sempre na legenda do PR, mas não logrou eleger-se.

Durante sua passagem pelo PR, integrou a Comissão Executiva Estadual do partido em Minas.

Oscavo de Faria Lobato faleceu em Poços de Caldas no dia 27 de abril de 1972.

Era casado com Isaura Junqueira Lobato, com quem teve cinco filhos. Seu genro, Sebastião Pinheiro Chagas, foi vice-presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE) no início da década de 1940 e suplente de deputado estadual em Minas entre 1963 e 1967 e de 1971 a 1979, tendo exercido o mandato em diversos períodos.

 

FONTES: ASSEMB. LEGISL. MG. Dicionário biográfico; CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1946-1967); CONSULT. MAGALHÃES, B.; Diário do Congresso Nacional; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (1 e 2).

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados