LOMBA, SERGIO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: LOMBA, Sérgio
Nome Completo: LOMBA, SERGIO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
LOMBA, SÉRGIO

LOMBA, Sérgio

*dep. fed. RJ 1983-1987.

 

Sérgio Antônio Lessa Lomba nasceu no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, no dia 1º de junho de 1944, filho de Valentim Cebidanez Lomba e Amélia Lessa Lomba.

Bacharelou-se em ciências jurídicas e sociais pela Faculdade de Direito Cândido Mendes, no ano de 1977. Iniciou sua carreira política nas eleições de novembro de 1982, quando se candidatou a deputado federal pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT) do Rio de Janeiro. Obtendo a primeira suplência da legenda, assumiu uma cadeira na Câmara dos Deputados em março de 1983 na vaga aberta com a nomeação do deputado José Colagrossi para a Secretaria de Transportes do Rio de Janeiro, no primeiro governo de Leonel Brizola (1983-1987). Durante a legislatura, foi membro titular da Comissão de Agricultura e Política Rural e da Comissão de Redação da Câmara.

Em 25 de abril de 1984, votou a favor da emenda Dante de Oliveira, que propunha o restabelecimento das eleições diretas para presidente da República em novembro daquele ano. Com a não aprovação da emenda pelo Congresso, participou, em 15 de janeiro de 1985, da sessão do Colégio Eleitoral para a eleição indireta do presidente da República, votando no ex-governador de Minas Gerais, Tancredo Neves, da Aliança Democrática, coligação oposicionista formada pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) e pela dissidência do Partido Democrático Social (PDS) reunida na Frente Liberal. Tancredo foi eleito com expressiva vitória sobre o candidato governista Paulo Maluf, mas não chegaria contudo a tomar posse. Empossado como interino, o vice-presidente José Sarney seria depois confirmado no cargo em conseqüência do falecimento de Tancredo, a 21 de abril de 1985.

Em maio de 1986, com o retorno de alguns deputados pedetistas ao Legislativo federal, Sérgio Lomba deveria ter voltado à suplência. No entanto, continuou exercendo o mandato em virtude da decisão da mesa da Câmara de expedir licença para o deputado Jiulio Caruso, que se encontrava em coma desde dezembro de 1984, após ter sido vítima de acidente automobilístico.

No pleito de novembro seguinte, Lomba candidatou-se à Assembléia Nacional Constituinte pelo PDT, mas não conseguiu se eleger. Em razão do falecimento do deputado J. G. de Araújo Jorge, foi efetivado como deputado federal em 28 de janeiro de 1987. Três dias depois, ao findar a legislatura 1983-1987, deixou em definitivo a Câmara.

Em 1990, saiu do PDT para ingressar no Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Pela nova legenda, candidatou-se novamente a deputado federal pelo Rio de Janeiro, no pleito de outubro de 1994. Obteve apenas uma suplência, mas teria nova chance, em virtude da decisão do Tribunal Regional Eleitoral do estado de anular a eleição por suspeitas de fraude. Realizado o novo pleito no mês de novembro, Lomba também não conseguiu se eleger.

Paralelamente às atividades políticas, exerceu a advocacia e se tornou diretor da Dunoir Indústria e Comércio de Placas e Brindes Ltda., empresa de propriedade de seus filhos.

Casou-se com Jurema Gonçalves Lomba, com quem teve três filhos.

FONTES: CÂM. DEP. Deputados brasileiros (1826-1976); CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1983-1987); Globo (26/4/84, 16/1/85, 21/11/94); INF. BIOG.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados