MANUEL TAVEIRA DE SOUSA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: TAVEIRA, Manuel
Nome Completo: MANUEL TAVEIRA DE SOUSA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
TAVEIRA, MANUEL

TAVEIRA, Manuel

*dep. fed. MG 1963-1975.

 

Manuel Taveira de Sousa nasceu em Alfenas (MG) no dia 7 de fevereiro de 1917, filho do agricultor e político municipal Antônio Gonçalves de Sousa e de Ana Augusta Taveira de Sousa.

Concluiu, em 1935, o curso de comércio na Escola Técnica de Comércio de Varginha (MG) e bacharelou-se, em 1942, em ciências jurídicas e sociais pela Faculdade de Direito da Universidade de Minas Gerais (UMG), atual Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Após concluir o curso universitário, dedicou-se à advocacia, entre 1943 e 1947, em Varginha (MG), cidade que já conhecera por ter feito o curso secundário no Ginásio dos Maristas.

Iniciou sua carreira política elegendo-se, em janeiro de 1947, deputado à Assembléia Constituinte de Minas Gerais pela legenda da União Democrática Nacional (UDN), partido do qual foi um dos fundadores.

Assumindo sua cadeira ainda no mesmo ano, participou dos trabalhos constituintes e, com a promulgação da nova Carta estadual, passou a exercer o mandato ordinário. Nesta legislatura, foi membro da Comissão de Assuntos Municipais e Interestaduais. Reeleito em outubro de 1950, ainda pela legenda da UDN, tornou-se líder da bancada de seu partido na Assembléia e integrou as comissões de Divisão Administrativa e de Educação e Cultura. Mais uma vez reeleito no pleito de outubro de 1954, foi membro das comissões de Orçamento e de Justiça da Assembléia mineira. Reeleito novamente em outubro de 1958, atuou como vice-presidente da Comissão Executiva da Assembléia e integrou novamente a Comissão de Educação e Cultura e foi titular das comissões especiais de Refinaria de Petróleo em Belo Horizonte e de Turismo e Hidrotermaclimatismo. Durante quase todo o período em que foi deputado estadual, pertenceu também às comissões de Trabalho e Ordem Social e de Finanças, Orçamento e Tomada de Contas.

No pleito de outubro de 1962, elegeu-se à Câmara dos Deputados por seu estado, sempre pela legenda da UDN, assumindo sua cadeira em fevereiro do ano seguinte, após deixar a Assembléia. Nesta legislatura foi, vice-líder da bancada da UDN na Câmara no período de 1963 a 1964 e relator do projeto que resultou na Lei Orgânica dos Municípios. Foi secretário do Interior e Justiça de Minas de 9 de dezembro de 1964 a 19 de setembro de 1965 e secretário de Segurança Pública de 9 de agosto a 13 de setembro de 1965, na gestão do governador mineiro José de Magalhães Pinto (1961-1965).

Com a extinção dos partidos políticos determinada pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a posterior instauração do bipartidarismo, filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena), agremiação de apoio ao regime militar instaurado no país em abril de 1964, por cuja legenda reelegeu-se à Câmara no pleito de novembro de 1966. Nesta legislatura, foi membro das comissões de Constituição e Justiça e de Relações Exteriores. Voltou a reeleger-se, sempre pela legenda da Arena, em novembro de 1970, e, nesta legislatura, além de voltar a participar da Comissão de Relações Exteriores, foi membro da Comissão Especial para Integração dos Povos da Comunidade de Língua Portuguesa e suplente da Comissão de Constituição e Justiça. Deixou a Câmara ao final do mandato, em janeiro de 1975. Como deputado federal, participara ainda de várias comissões parlamentares de inquérito (CPIs) e integrara as comissões de Finanças, de Agricultura e de Comunicações.

Voltando a advogar após deixar a Câmara, foi indicado, em 1979, para o cargo de diretor jurídico das Centrais Elétricas de Minas Gerais S.A. (Cemig), função que exerceu até agosto de 1982, quando foi nomeado conselheiro do Tribunal de Contas do Estado pelo governador mineiro Francelino Pereira (1979-1983). Presidente do órgão em 1986, aposentou-se em 4 de fevereiro de 1987.

Ao longo de sua vida profissional, Manuel Taveira tornou-se diretor da Cimento Portland Pains S.A.

Faleceu no dia 7 de outubro de 1989.

Era casado com Alcilaumonira Machado de Sousa, com quem teve seis filhos.

 

FONTES: ASSEMB. LEGISL. MG. Dicionário biográfico; CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1963-1967, 1967-1971 e 1971-1975); CÂM. DEP. Relação nominal dos senhores; Perfil (1972); Rev. Arq. Públ. Mineiro (12/76); SENADO. Relação de deputados falecidos; TCE-MG. Dicionário biográfico; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (1, 2, 3, 4, 5, 6, 8 e 9).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados