MILHOMEN, Evandro

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MILHOMEN, Evandro
Nome Completo: MILHOMEN, Evandro

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
BEZERRA, ZILA

MILHOMEN, Evandro

*dep. fed. AP 1999-2003, 2006-2007; 2007-2011; 2011-.

 

Evandro Costa Milhomen nasceu no Amapá ,no dia 21 de abril de 1962, filho de Eurival Alves Milhomen e Raimunda Costa Milhomen.

Assumiu o cargo de Diretor Municipal de Ação Comunitária em Macapá no ano de 1990, na gestão de João Capiberibe (1989-1993). Em 1991 formou-se em Sociologia pela Universidade Federal do Pará (UFPA), e, no ano seguinte, foi nomeado secretário substituto da Secretaria Municipal de Ação Comunitária de Macapá, ainda na gestão de Capiberibe.

Em 1994 filiou-se ao Partido Socialista Brasileiro (PSB) e em 1995 ocupou a Secretaria do Trabalho e Cidadania do Estado do Amapá na primeira gestão de João Capiberibe como governador (1995-1999). No mesmo ano foi nomeado Diretor do Sistema Nacional de Empregos do Amapá, onde permaneceu até o ano seguinte.

Elegeu-se vereador de Macapá em 1997 na legenda do PSB e no ano seguinte tornou-se presidente do diretório municipal do partido. Em 1999 assumiu o cargo de deputado federal pelo Amapá, pela primeira vez, tendo sido eleito em 1998, na legenda do PSB, e em 2002 tornou-se vice-líder de seu partido na Câmara.

Nas eleições de 2002, obteve uma suplência de deputado federal, ainda na legenda do PSB, e em 2003 transferiu-se para o Partido Comunista do Brasil (PCdoB). Foi efetivado, porém, em janeiro de 2006 na vaga da deputada Janete Capiberibe (PSB-AP), quando esta e seu marido, o então senador João Capiberipe (PSB-AP), foram condenados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) à perda de mandato pelo crime de compra de votos. Nas eleições deste mesmo ano Evandro Milhomen elegeu-se Deputado Federal pelo Amapá, na legenda do PCdoB. Nesta nova legislatura foi presidente da Comissão Permanente da Amazônia e Desenvolvimento Regional, e Segundo-Vice-Presidente da Comissão Permanente de Desenvolvimento Urbano.

Nas eleições de Outubro de 2010, concorreu à reeleição e, com 13.974 votos recebidos, obteve êxito. Assumiu novo mandato em Fevereiro de 2011, quando integrou a Comissão de Constituição e Justiça.

Em 2012, lançou candidatura para prefeito de Macapá, mas os pouco mais de 3 mil votos que recebeu renderam apenas uma quinta colocação no pleito, que, ao fim, elegeu Clécio Luís, do PSOL, em segundo turno.

Em seguida, retomou o exercício do mandato de deputado.

 

FONTE: Portal da Câmara dos Deputados. Disponível em: <http://www2.camara.gov.br>. Acesso em 26/09/2009; Portal do Tribunal Superior Eleitoral. Disponível em: <http://www.tse.jus.br>. Acesso em 12/12/2013.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados