MURTA, OSVALDO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MURTA, Osvaldo
Nome Completo: MURTA, OSVALDO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
MURTA, OSVALDO

MURTA, Osvaldo

*dep. fed. MG 1983-1987.

Osvaldo Miranda Murta nasceu em Joaíma (MG), no dia 9 de fevereiro de 1925, filho de Bernardino Murta e de Julieta Miranda Murta. Seu primo Celso Murta foi deputado federal por Minas Gerais entre 1955 e 1959 e entre 1960 e 1967.

Fez cursos técnicos na Escola de Laticínios Cândido Tostes, de Juiz de Fora, e na Escola de Treinamento Agrícola Coronel Pacheco, de Água Limpa, ambas em Minas Gerais. Presidente da Empresa de Agropecuária fez diversas viagens aos Estados Unidos, à Austrália e à Nova Zelândia, para ampliar conhecimentos na pecuária de corte.

Ex-militante do Partido Social Democrático (PSD), no pleito de novembro de 1978 candidatou-se a uma cadeira na Câmara dos Deputados na legenda da Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de sustentação do regime militar instaurado no país em abril de 1964, obtendo uma suplência. Com o fim do bipartidarismo, em novembro de 1979, e a conseqüente reformulação partidária, filiou-se ao Partido Popular (PP), liderado por Tancredo Neves. Com a incorporação do PP ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), em fevereiro de 1982, filiou-se a esta agremiação.

No pleito de novembro de 1982 elegeu-se deputado federal na legenda do PMDB. Titular da Comissão do Interior, em 25 de abril de 1984 votou a favor da emenda Dante de Oliveira, que previa eleições diretas para presidente da República. Derrotada a proposição — faltaram 22 votos para que fosse levada à apreciação do Senado — no Colégio Eleitoral, reunido em 15 de janeiro de 1985, Osvaldo Murta apoiou o candidato oposicionista Tancredo Neves, da Aliança Democrática, uma união do PMDB com a dissidência do Partido Democrático Social (PDS) abrigada na Frente Liberal. Doente, Tancredo Neves não chegou a ser empossado, vindo a falecer em 21 de abril de 1985. Seu substituto foi o vice José Sarney, que já vinha exercendo o cargo interinamente desde 15 de março deste ano.

Sem pretender a reeleição em novembro de 1986, Murta deixou a Câmara dos Deputados ao final da legislatura, no início de 1987. Depois disso, fez duas tentativas para retornar — a primeira, pela legenda do PMDB, em outubro de 1990; a segunda em outubro de 1998, na legenda do Partido Socialista Brasileiro (PSB) — ambas sem sucesso.

Empresário do setor pecuário em Governador Valadares (MG), desenvolveu projetos de recuperação ambiental e confinamento de gado.

Casado com Helena Batista Murta, teve sete filhos.

FONTES: ASSEMB. LEGISL. MG. Dicionário biográfico; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1979-1983, 1983-1987); Globo (26/4/84 e 16/1/85).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados