NADAF, ANTONIO MOISES

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: NADAF, Antônio Moisés
Nome Completo: NADAF, ANTONIO MOISES

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
NADAF, ANTÔNIO MOISÉS

NADAF, Antônio Moisés

*dep. fed. MT 1959-1960 e 1962.

 

Antônio Moisés Nadaf nasceu em Várzea (MT) no dia 23 de fevereiro de 1924, filho de Moisés Salim Nadaf e Escolástica Rodrigues Nadaf.

Foi técnico em contabilidade. Exerceu o mandato de vereador em Cuiabá durante os anos de 1947 a 1951, ocupando a secretaria da mesa da Câmara Municipal. Neste último ano, tornou-se diretor da Comissão de Planejamento da produção do estado de Mato Grosso, cargo que ocuparia até 1955.

Em outubro de 1954 concorreu a uma vaga na Assembléia Legislativa do estado na legenda da União Democrática Nacional (UDN), foi eleito e tomou posse do mandato no ano seguinte. Integrou a vice-presidência da Comissão de Constituição e Justiça e a presidência da Comissão de Orçamento e Finanças.

Elegeu-se suplente de deputado federal por Mato Grosso no pleito de outubro de 1958 e exerceu o mandato nos períodos de setembro a dezembro de 1959 e de julho a outubro de 1960.

Em 1961, tornou-se membro da Comissão de Planejamento da Superintendência do Plano de Valorização Econômica da Amazônia (SPVEA) e assumiu a presidência do Conselho Técnico do Banco de Crédito da Amazônia, cargos em que permaneceria até 1966. Ao longo desse período, voltou a ocupar a vaga de deputado federal entre agosto a novembro de 1962. Ainda nesse ano, formou-se em direito pela Universidade Federal do Pará.

Em 1967, foi contratado para a chefia do escritório da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) em Mato Grosso. Nesse mesmo ano, tornou-se diretor do Banco da Amazônia (BASA), tendo sido responsável por todas as carteiras de crédito atendidas pelo banco (crédito geral, borracha, industrial, superintendência de serviços e pela presidência). Como atribuição da função na BASA integrou a Comissão Consultiva de Crédito Rural do Conselho Monetário Nacional (CMN), cargo que deixou em 1971.

No ano seguinte, tornou-se assessor técnico e chefe de gabinete do reitor da Fundação Universitária Federal do Mato Grosso, cargo que ocupou até 1975 quando passou a ocupar a presidência da Companhia do Desenvolvimento do Estado do Mato Grosso (Codemat) no governo de Garcia Neto (1975-1978).

Ainda durante o governo de Garcia Neto, deixou a Codemat em 1977 e tornou-se presidente do Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat), entidade autárquica encarregada da execução da política de disposição de terras e regularização fundiária do governo estadual. Deixou o cargo nesse mesmo ano e assumiu a presidência do Conselho de Administração de Empresa Matogrossense de Turismo (Turimat), cargo que ocupou até 1979 quando passou a dedicar-se às atividades privadas, na firma Irmãos Nadaf e na sua fazenda, até o seu falecimento, ocorrido em Cuiabá no dia 14 de agosto de 1994.

Era casado com Oracilde Correia Nadaf, com quem teve quatro filhos. Um dos quais, Mário Nadaf, foi vereador por Cuiabá (1992-1996) e reeleito em 1996.

Publicou Desenvolvimento econômico da região norte-leste matogrossense, O problema de abastecimento de leite na cidade de Cuiabá, Expansão da economia rural e o progresso econômico de Mato Grosso, Caracterização dos benefícios de ordem rural a que se refere a Constituição Federal (1947).

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1946-1967); CURRIC. BIOG.; ENTREV. FAM.; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (4)

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados