NOVAIS, Sérgio

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: NOVAIS, Sérgio
Nome Completo: NOVAIS, Sérgio

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
Mucio Sá DOSSIÊ

NOVAIS, Sérgio

*dep. fed. CE 1999-2003

               

Aluisio Sérgio Novais Eleutério nasceu em Fortaleza no dia 5 de novembro de 1956, filho de Aluisio Eleutério e de Maria Socorro Novais Eleutério. Sua irmã, Eliane Novais, foi vereadora em Fortaleza.

Formado em engenharia química pela Universidade Federal do Ceará (UFCE), também se matriculou na Faculdade de Direito da Universidade de Fortaleza (UNIFOR) e no mestrado em engenharia sanitária da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), sem ter concluído nenhum desses dois cursos. Ingressou na vida política quando ainda era estudante e, em 1979, assumiu a direção do Centro Acadêmico de Engenharia Química da UFC.

Em 1982, tornou-se engenheiro da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (CAGECE), permanecendo nesse cargo por 11 anos. No ano seguinte, tornou-se presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Ceará (SINDIÁGUA) eo presidiu por uma década. De 1985 a 1987, assumiu a função de diretor do Sindicato dos Servidores Públicos do Estado do Ceará.

Em 1987, se filiou ao Partido Socialista Brasileiro (PSB). Nesse mesmo ano, tornou-se diretor do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos                         Sócioeconômicos (DIEESE) de Fortaleza, permanecendo no cargo até 1988,  quando tornou-se membro da Executiva Regional do PSB no Ceará. No mês de novembro de 1988, candidatou-se ao cargo de vereador da capital cearense e foi eleito com 1.856 votos. No ano de 1989, assumiu seu primeiro mandato na Câmara Municipal de Fortaleza, sendo designado membro titular da Comissão de Urbanismo e Meio Ambiente, na qual atuou durante toda sua gestão.

Em 1992, tornou-se diretor de Saneamento do Sindiágua, permanecendo no exercício dessa função por sete anos. No pleito municipal realizado em outubro, concorreu novamente a vereador, sendo reeleito por 2.828 eleitores. Tomou posse de seu segundo mandato em 1993, ano em que também foi escolhido líder do PSB. No decorrer desse mesmo ano, tornou-se membro da Comissão de Legislação e  Redação Final da Câmara Municipal fortalezense, onde manteve-se titular da Comissão de Urbanismo e Meio Ambiente.

Em 1994, atuou como relator do Plano Diretor do Desenvolvimento Urbano da capital cearense. Nas eleições de 1996, e candidatou mais uma vez à reeleição e conquistou novo mandato, com 4224 votos. No ano seguinte tomou posse na Câmara Municipal de Fortaleza de sua terceira gestão, durante a qual novamente exerceu a função titular das comissões de Urbanismo e Meio Ambiente e de Legislação e Redação Final.

No pleito de outubro de 1998 concorreu como candidato a deputado federal, sendo eleito com 43. 789 votos. Em fevereiro seguinte assumiu sua vaga no Congresso Nacional. No decorrer de 1999 foi escolhido primeiro vice-presidente da comissão permanente de Desenvolvimento Urbano e Interior, na qual posteriormente também atuou como Segundo-Vice-Presidente. Em 2000 passou a integrar o grupo de trabalho criado para discutir a transposição do Rio São Francisco.

Ao longo de 2001 foi eleito presidente do PSB no Ceará, além vice-líder do partido e do bloco PSB/PC. Nesse mesmo ano atuou também como membro de duas comissões especiais para projeto de emenda constitucional (PEC): uma, em tramitação na Câmara, sobre eleição de prefeitos; outra, transformada em norma jurídica, visava a prorrogação da aplicação, por parte da União, de percentuais mínimos do total dos recursos destinados à irrigação nas Regiões Centro-Oeste e Nordeste. No decorrer de 2001 Sérgio Novais atuou ainda como membro da Comissão Especial de Política Nacional de Saneamento, pela qual esteve em Buenos Aires e em Santiago para verificar in loco os benefícios do sistema de saneamento básico dessas capitais.

Nas eleições gerais de 2002 candidatou-se a reeleição para o cargo de deputado federal e obteve 62.636 votos, insuficientes para a conquista de novo mandato na Câmara. No pleito municipal realizado em 2004 concorreu como candidato a vereador de Fortaleza, sendo eleito com 6.066 votos. Em janeiro de 2005 tomou posse de seu quarto mandato na Câmara Municipal da capital cearense, licenciando-se em outubro de 2007 para assumir o cargo de presidente da Companhia Docas do Ceará.

 

Luciana Pinheiro

 

FONTES: Portal da Câmara dos Deputados (http://www2.camara.gov.br/; acessado em 02/07/2009); Portal do Jornal Diário do Nordeste (http://diariodonordeste.globo.com/; acessado em 02/07/2009); Portal do Jornal Folha de São Paulo (http://www.folha.uol.com.br/; acessado em 02/07/2009); Portal do Partido Trabalhista Brasileiro no Ceará (http://www.psbceara.org.br/; acessado em 02/02/2009); Portal do Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Ceará (http://www.sindiagua.org.br/; acessado em 03/07/2009); Portal do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (http://www.tre-ce.gov.br/; acessado em 03/07/2009).

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados