PAULO FLEURY DA SILVA E SOUSA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: FLEURY, Paulo
Nome Completo: PAULO FLEURY DA SILVA E SOUSA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
FLEURY, PAULO

FLEURY, Paulo

*dep. fed. GO 1951-1954.

 

Paulo Fleury da Silva e Sousa nasceu na cidade de Goiás (GO) no dia 16 de outubro de 1911, filho de Vicente Miguel da Silva Abreu e de Eugênia Fleury e Silva. Seu pai foi advogado, professor, juiz em Mato Grosso, desembargador, chefe de polícia e deputado federal (1935-1937). José Honorato da Silva e Souza, seu irmão, foi deputado federal de 1933 a 1935. Outros membros de sua família participaram ativamente da vida política nacional e estadual — o avô materno, Arlindo Gáudie Fleury, foi “senador estadual” e o bisavô materno, Antônio José Caiado, foi presidente do estado de Goiás (1892-1896) e senador federal (1896-1899). O sobrinho Vicente Miguel foi deputado estadual.

Paulo Fleury estudou no Liceu de Goiás e bacharelou-se pela Faculdade de Direito da Universidade de Minas Gerais, atual Universidade Federal de Minas Gerais, no ano de 1932, tendo sido colega de turma de Tancredo Neves, futuro governador de Minas. De volta a seu estado natal, Fleury foi contratado como professor da Faculdade de Direito de Goiás. Ainda em 1932, foi nomeado secretário-geral do estado e assumiu os cargos de promotor público da Comarca da Capital e de chefe do gabinete civil do interventor federal de Goiás, Pedro Ludovico Teixeira (1930-1935).

Já em 1933 participava da vida política de seu estado, integrando a ala mais à esquerda do Partido Social Republicano de Goiás. Na eleição indireta de 1935 para o governo do estado, vencida por Pedro Ludovico Teixeira, sua facção apoiou o nome de Domingos Velasco. Entre 1935 e 1937 atuou como representante classista em Goiás.

Em 1936 deixou a Promotoria Pública. Em 1941, afastou-se da chefia do Gabinete Civil do governador goiano e assumiu a vaga de juiz do Trabalho, tornando-se presidente da Junta de Conciliação e Julgamento de Goiânia. Atuou na Justiça do Trabalho até 1945, sendo nomeado, no ano seguinte, secretário do Interior e interventor federal interino do estado de Goiás.

Candidatou-se a uma vaga de senador na legenda do Partido Social Democrático (PSD), no pleito de 1947, mas não foi eleito. No mesmo ano integrou o Conselho Administrativo do estado de Goiás.

No pleito de outubro de 1950 candidatou-se a deputado federal por Goiás na legenda do PSD. Com cerca de 16 mil votos, foi o deputado mais votado do estado, assumindo sua cadeira em fevereiro do ano seguinte. Em maio de 1954, renunciou ao mandato para retornar à Junta de Conciliação e Julgamento de Goiânia, sendo substituído na Câmara pelo cônego José Trindade da Fonseca e Silva, suplente do PSD.

No início de 1970, já então professor catedrático da Universidade Federal de Goiás, Fleury solicitou aposentadoria do cargo para assumir uma vaga de juiz no Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região, sediado em Belo Horizonte. Em 1974, foi nomeado ministro do Tribunal Superior do Trabalho, cargo no qual se aposentou em 1977.

Paulo Fleury foi ainda presidente da seção goiana da Ordem dos Advogados do Brasil e membro do Instituto dos Advogados de Goiás.

Faleceu em Goiânia no dia 22 de fevereiro de 1990.

Era casado com Célia Teixeira Silva e Sousa, com quem teve quatro filhos. Seu sogro, João Teixeira Álvares Júnior, foi médico e ocupou uma secretaria de estado.

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1946-1967); CÂM. DEP. Relação dos dep.; CISNEIROS, A. Parlamentares; INF. Paulo Roberto Fleury; TRIB. SUP. ELEIT. Dados estatísticos; TRIB. SUP. ELEIT. Eleições federais e estaduais (1950).

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados