PEDRO IVANDIR TASSIS

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: TASSIS, Pedro
Nome Completo: PEDRO IVANDIR TASSIS

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
TASSIS, PEDRO

TASSIS, Pedro

*dep. fed. MG 1991-1995.

 

Pedro Ivandir de Tassis nasceu em Castelo (ES) no dia 6 de maio de 1938, filho de Ivo de Tassis e de Josefina Perim de Tassis.

Completou o curso secundário, e, no pleito de outubro de 1962, foi eleito vereador em Governador Valadares (MG), na legenda do Partido Social Progressista (PSP), assumindo o mandato no início do ano seguinte. Deixou a Câmara de Vereadores de Governador Valadares ao final de seu mandato, no início de 1967.

Depois de longo período afastado da carreira política, na década de 1980 voltou à cena, sendo fundador e membro do diretório municipal do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) em Governador Valadares. Nas eleições para o governo do estado, em novembro de 1986, foi coordenador da campanha do partido na região leste de Minas Gerais. Em 1987, tornou-se membro da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra e assumiu a presidência das empresas Turismo de Minas e Promoções e Eventos de Minas Gerais, até 1990.

No pleito de outubro deste ano candidatou-se a deputado federal na legenda do PMDB mineiro, obtendo a primeira suplência. Assumiu o mandato em 20 de março de 1991, em substituição a Tarcísio Delgado, que fora nomeado secretário do Trabalho e Ação Social de Minas no governo Hélio Garcia (1991-1995), participando dos trabalhos legislativos como membro titular da Comissão de Minas e Energia e suplente da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática e da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre a impunidade de traficantes e o crescimento do consumo de drogas.

Votou a favor da abertura do processo de impeachment do presidente Fernando Collor de Melo na sessão da Câmara de 29 de setembro de 1992, acusado de crime de responsabilidade por ter-se envolvido num amplo esquema de corrupção comandado por Paulo César Farias, que lhe servira como tesoureiro durante a campanha eleitoral. O vice Itamar Franco assumiu interinamente a presidência, tão logo a Câmara dos Deputados aprovou o afastamento de Collor. Com o processo ainda em andamento no Senado Federal, e vislumbrando escassas possibilidades de recuperar o cargo, Collor renunciou ao mandato, em 29 de dezembro, esperando livrar-se de uma pena de oito anos de inelegibilidade, manobra afinal frustrada. Acolhida a renúncia, Itamar Franco foi efetivado na presidência da República.

Ainda nesta legislatura, nas votações importantes do Congresso Nacional, Tassis votou a favor da cobrança do Imposto Provisório sobre Movimentação Financeira (IPMF), contribuição de 0,25% que incidiu sobre operações bancárias, e esteve ausente na votação que criou o Fundo Social de Emergência (FSE), que concedeu ao Executivo federal uma margem de autonomia na alocação de recursos, autorizando-o a aplicar verbas inicialmente previstas para os ministérios da Educação e da Saúde em outras áreas, e da votação que rejeitou o fim do voto obrigatório.

No pleito de outubro de 1994, não conseguiu se reeleger, obtendo uma suplência.

Tornou-se diretor-presidente da Sociedade Hoteleira de Governador Valadares, proprietário do jornal Diário do Rio Doce de Governador Valadares e vice-presidente de vários empreendimentos empresariais.

Pedro Tassis faleceu no dia 19 de janeiro de 1995, no exercício do mandato.

Era casado com Madalena Maraslis de Tassis, com quem teve três filhos.

 

FONTES: ASSEMB. LEGISL. MG. Dicionário biográfico; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1991-1995 e 1995-1999); Folha de S. Paulo (18/9/94).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados