PINHEIRO, Walter

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: PINHEIRO, Walter
Nome Completo: PINHEIRO, Walter

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
PINHEIRO, Walter

PINHEIRO, Walter

*dep. fed. BA 1997-2009.

 

                Walter de Freitas Pinheiro nasceu em Salvador em 25 de maio de 1959, filho de Júlio Nunes Pinheiro e Anatildes de Freitas Pinheiro.

                Técnico em telecomunicações, formou-se em eletrônica pela Escola Técnica Federal da Bahia (ETFBA). Ingressou na faculdade de economia na Universidade Federal da Bahia em 1991, não concluindo o curso. Iniciou sua carreira profissional em 1979 na empresa de Telecomunicações da Bahia (Telebahia).  Fez parte do movimento sindical pelo Sindicato dos Telefônicos (Sintell), entidade da qual foi presidente. Foi também fundador da Central Única dos Trabalhadores (CUT) sem eu estado. atuando também como seu secretário geral e membro da direção nacional. No movimento sindical, foi coordenador do Movimento Nacional em Defesa do Serviço Público e das Estatais.

                Ingressou na política partidária em 1982 quando se filiou ao Partido dos Trabalhadores (PT). Em 1986 foi candidato a deputado estadual pela Bahia, mas não se elegeu.

De 1991 a 1995 foi membro do Diretório Municipal do PT de Salvador.

Em 1992 foi eleito vereador da cidade de Salvador. Ao assumir, tornou-se líder de bancada petista na Câmara Municipal. Como vereador, foi ainda presidente das Comissões de Defesa dos Direitos da Mulher, e da Comissão Especial Trabalho, Emprego e Renda. Deixou a vereança para concorrer à uma cadeira na Câmara Federal, pela Bahia, nas eleições de 1994, obtendo uma suplência. Seria efetivado como deputado fedral, porém, a partir de janeiro de 1997. Em 1998 assumiu a vice-liderança do PT na Casa.

Elegeu-se para novo mandato de deputado federal no pleito de 1998. Na nova legislatura, entre outras participações em comissões, posicionou-se contra matérias propostas pelo Governo Fernando Henrique Cardoso (1995-2003), como as que advogavam a flexibilização da Consolidação das leis do Trabalho (CLT), , o fator previdenciário, que dispunha sobre a contribuição previdenciária do contribuinte individual. Também foi contra o fim do Regime Jurídico Único, que instituía regime de contratação pela CLTno serviço público. Votou a favor de matérias de combate ao nepotismo e das que isentavam o empregado das custas por arquivamento de ação.

De fevereiro de 2001 a fevereiro de 2002 ocupou na Câmara o cargo de líder do PT.

Em 2002 reelegeu-se para novo mandato de deputado federal. Na nova legislatura ocupou a vice-liderança do PT, e foi titular nas comissões de Acesso à Internet e Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática. Atuou também na comissão de Tarifas da Telefonia Fixa.

Em 2006 assumiu a vice-liderança do Governo Luís Inácio Lula da Silva (2003-2011) no Congresso, destacando-se na defesa de projetos de interesse do Executivo, como os que objetivavam a regulamentação das profissões de agentes comunitários de saúde e combate às endemias, a criação da Empresa Brasil de Comunicação e das Universidades Federais do Recôncavo da Bahia e do Vale do São Francisco. Atuou também como consultor do governo federal para assuntos relativos a telecomunicações, comunicações, ciência, tecnologia e regulação, tendo sido membro do Conselho de Altos Estudos da Câmara dos Deputados, e fez parte do processo de implantação da TV Digital no Brasil.

Reeleito mais uma vez, em outubro de 2006, ao retomar os trabalhos na Câmara, a partir de fevereiro de 2007, tornou-se titular da Comissão Permanente de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática. Durante sua presidência nesta comissão foram estabelecidos acordos intermediados com o governo e empresas no sentido de colocar em prática o programa Banda Larga nas escolas, e que tinha por objetivo proporcionar conexão de alta velocidade à Internet em todas as escolas públicas do país. Foi também membro da Comissão Executiva de Orçamento do presidente da república.

Em 2008, candidatou-se à prefeitura de Salvador, mas perdeu no segundo turno para o candidato João Henrique, do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB).

Em março de 2009 licenciou-se do mandato de Deputado Federal para assumir o cargo de Secretário Estadual de Planejamento da Bahia, no governo de Jaques Wagner (2007-2011).

Casado, teve três filhas.

 

 

 

 

FONTES: Portal da Câmara dos Deputados. Disponível em : <http://www. camara.gov.br>. Acesso em : 26 out. 2009; Portal do dep. fed. Walter Pinheiro. Disponível em : <http://www.walterpinheiro.com.br/historia.php>. Acesso em : 26 out. 2009; Portal do DIAP. Disponível em : <http://www.diap.org.br>. Acesso em : 26 out. 2009; Wikipédia. Disponível em : <http://pt.wikipedia.org/wiki/Walter_ Pinheiro>. Acesso em : 30 out. 2009.

 

 

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados