RAMOS, JOSE MUNIZ

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: RAMOS, José Muniz
Nome Completo: RAMOS, JOSE MUNIZ

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
RAMOS, JOSÉ MUNIZ

RAMOS, José Muniz

*gov. PE 1982-1983.

José Muniz Ramos nasceu em Araripina (PE), no dia 22 de setembro de 1939, filho de Manuel Ramos de Barros e de Maria de Lurdes Muniz Ramos. O pai, do Partido Social Democrático (PSD), foi duas vezes prefeito de Araripina (1948-1952 e 1958-1962). Os tios, Sebastião Muniz Falcão e Djalma Falcão, foram respectivamente governador de Alagoas (1955-1960) e deputado federal (1982-1986) e senador (1998-).

No governo Muniz Falcão, José Muniz Ramos desempenhou diversos cargos administrativos. Secretário do Departamento de Assistência Social do Estado (1960-1962), e delegado do Instituto do Açúcar e do Álcool (1963), transferiu-se para a secretaria geral da Prefeitura Municipal de Maceió (1964), tornando-se secretário do Tribunal de Contas de Alagoas (1965).

Bacharel em ciências jurídicas e sociais pela Faculdade de Direito da Universidade Federal de Alagoas (1966), chefiou a assessoria jurídica do Complexo Industrial Clementino Coelho, em Petrolina (1967-1969). Gerente das Indústrias Coelho S.A. (1969-1970), elegeu-se deputado estadual na legenda da Aliança Renovadora Nacional (Arena), assumindo o cargo em fevereiro do ano seguinte. Titular da Comissão de Constituição, Legislação e Justiça, reelegeu-se em 1974. No exercício do seu segundo mandato fez parte da Comissão de Administração Pública da Assembléia Legislativa e exerceu a vice-liderança da bancada. Em 1975, a convite do Departamento de Estado norte-americano, participou de vários simpósios sobre estudos políticos.

Conquistou seu terceiro mandato em 1978, e com a extinção do bipartidarismo, em novembro de 1979, e a conseqüente reformulação partidária, filiou-se ao Partido Democrático Social (PDS), sucessor da Arena. Líder do governo e depois presidente da Assembleia Legislativa, em maio de 1982 foi empossado no governo de Pernambuco, quando o governador Marco Maciel e o vice-governador Roberto Magalhães se desincompatibilizaram para concorrer a uma cadeira no Senado e ao governo do estado. José Muniz Ramos permaneceu à frente do Executivo estadual até 15 de março de 1983, transferindo o cargo para Roberto Magalhães.

Presidente do Banco de Desenvolvimento de Pernambuco (1985-1986), candidatou-se pela legenda do Partido da Frente Liberal (PFL) a vice-governador, na chapa encabeçada por José Múcio Monteiro. Embora contando com o apoio de 120 dos 167 prefeitos pernambucanos e de políticos da expressão de Marco Maciel, que então ocupava o cargo de ministro-chefe do Gabinete Civil da Presidência da República, José Múcio foi derrotado nas eleições de novembro de 1985 pelo candidato do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), o ex-governador e deputado federal Miguel Arrais.

Em outubro de 1990, José Ramos Muniz candidatou-se novamente a deputado estadual, ainda na legenda do PFL, obtendo uma suplência. Exerceu o mandato de abril de 1991 a junho de 1992, período em que ocupou a liderança do governo Joaquim Francisco (1991-1995). Secretário do diretório regional do PFL, não disputou mais nenhum cargo eletivo.

Em agosto de 1999 foi nomeado para o conselho de administração da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (CHESF). Dois anos depois, assumiu a superintendência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em Pernambuco.

Filou-se ao Democratas (DEM), de Pernambuco, legenda que substituiu o PFL, no início de 2007.

Casado com Maria do Socorro Nogueira Muniz Ramos, teve três filhos.

FONTES: Globo (15/5/82), INF. BIOG. (11/11/99); Jornal do Commercio Online (http://www2.uol.com.br/JC; acessado em 30/11/2009); Portal do Democratas Pernambuco (http://www.msitedesign.com.br/democratas/inicio.html; acessado em 30/11/2009).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados