RANDS, Maurício

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: RANDS, Maurício
Nome Completo: RANDS, Maurício

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
PAULA, André de

RANDS, Maurício

 

* dep. fed. PE 2003-2007, 2007-2011, 2011-2012.

 

Maurício Rands Coelho Barros nasceu no Recife, PE, em 17 de setembro de 1961, filho de Raimundo Rands Barros e Maria Célia Coelho Barros.

Formou-se pela Faculdade de Direito do Recife em 1982 e neste mesmo ano, trabalhou como advogado dos Sindicatos Aliados à Central Única dos Trabalhadores (CUT) no Recife. Em 1986 foi aprovado em concurso para procurador da Prefeitura, mas renunciou ao cargo para dedicar-se à advocacia trabalhista, à militância e a carreira acadêmica. Em 1990, deixou o Brasil e foi cursar pós-graduação em Direito do Trabalho e Relações Industriais na Università di Bari na Itália, onde permaneceu até 1991. Da Itália mudou-se para Inglaterra para cursar mestrado e doutorado na Universidade de Oxford onde permaneceu até 1996, quando defendeu sua tese sobre Relações de Trabalho no Brasil. De volta ao Brasil, lecionou na Escola Superior de Magistratura do Recife e na Universidade Católica de Pernambuco (PUC-PE). Em 1997, tornou-se professor adjunto da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Iniciou sua vida partidária em 1981, filiando-se ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), partido sucessor do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), extinto com o fim do bipartidarismo decretado pelo Congresso Nacional em novembro de 1979. Em 1990, deixou o PMDB e filiou-se ao Partido dos Trabalhadores (PT), tornando-se membro do Diretório Regional do Partido em Pernambuco.

Em 2001, durante o primeiro mandato do prefeito João Paulo (2000-2004), foi convidado para tornar-se Secretário de Assuntos Jurídicos da Prefeitura do Recife, cargo que exerceu até o ano de 2002. Durante sua gestão como Secretário, criou a “Justiça Cidadã”, ação que descentralizava a assistência judiciária dos bairros da periferia do município e por conta deste projeto, conquistou em 2003 o prêmio de “Gestão Pública e Cidadania”, uma iniciativa da Fundação Getúlio Vargas e da Fundação Ford.

Elegeu-se pela primeira vez deputado federal por Pernambuco no pleito de 2002 pela legenda do PT. Assumiu a cadeira em fevereiro de 2003 e tornou-se vice-líder do partido na Câmara. Durante seu mandato foi presidente e titular da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

No pleito de 2006 foi reeleito deputado federal pela legenda do PT com 149.206 votos. Logo no início do seu segundo mandato (2007-2010), foi reconduzido à vice-liderança do partido e à Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

No pleito de 2006 foi reeleito deputado federal pela legenda do PT com 149.206 votos. Logo no início do seu segundo mandato (2007-2010), foi reconduzido à vice-liderança do partido e à Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Em fevereiro de 2008, foi eleito pela bancada líder do PT na Câmara. Passou a integrar a Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional e também a de Seguridade Social e Família. Ao longo da legislatura, votou de acordo com os interesses do governo, como quando defendeu a prorrogação da cobrança da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) até 2011, que acabou, porém, sendo rejeitada no Senado. 

Nas eleições de Outubro de 2010, concorreu a um novo mandato e obteve êxito com 126 mil votos. O partido conquistou a vitória também na sucessão presidencial de Lula (2003-2010), com a eleição de Dilma Rousseff (2011-) e Rands esteve cotado para o Ministério da Cultura no novo governo. Porém, acabou não sendo o indicado, tendo sido empossado em novo mandato como deputado em Fevereiro de 2011. Licenciou-se, no entanto, dias depois, para assumir a secretaria de governo do Estado de Pernambuco, a convite do mandatário Eduardo Campos, reeleito na legenda do Partido Socialista Brasileiro.

No ano seguinte, lançou-se pré-candidato a prefeito de Recife nas prévias internas do PT para definição dos representantes do partido no pleito municipal a ser realizado em Outubro. Foi preterido pela direção nacional do partido, porém, que anulou as votações, levando à renúncia da candidatura de Rands em favor da indicação do senador Humberto Costa para a disputa.

Em Julho de 2012, se disse insatisfeito com a ausência de diálogo dentro do PT, tendo em seguida solicitado a desfiliação do partido. Na mesma declaração de descontentamento, anunciou que abriria mão do mandato de deputado federal e também do cargo no governo estadual. Afastou-se do ofício político e passou a dedicar-se a outras atividades profissionais.

Residiu por um período na Holanda, mas retornou ao Brasil em 2013. No mês de Outubro, filiou-se ao PSB, tendo inclusive sido cotado para disputar a sucessão do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, também presidente nacional do partido. 

Publicou em Londres o livro “Labour relations and the new unionism in contemporary Brazil(1999).

Casou-se com Patrícia Maria Ferreira Rands, com quem teve dois filhos.

 

 

FONTES: Folha de S. Paulo (online) 12 fev. 2008. Disponível em : <http://www. folha.uol.com.br>. Acesso em 07/01/2009; Portal da Câmara dos Deputados. Disponivel em: <http://www.camara.gov.br>. Acesso em 07/01/2009 e 08/08/2014; Portal do dep. fed. Maurício Rands. Disponível em: <http://www.mauriciorands.com.br>. Acesso em 07/01/2009; Portal Congresso em Foco. Disponível em: <http://www.congressoemfoco.uol.com.br/>. Acesso em 08/08/2014; Portal do Diário de Pernambuco. Disponível em: <http://www.diariodepernambuco.com.br> acesso em 14/06/2014; Portal do Governo do Estado de Pernambuco. Disponível em: <http://www.pe.gov.br/>. Acesso em 08/08/2014; Portal do Jornal do Commercio, Disponível em: <http://jconline.ne10.uol.com.br/>. Acesso em 08/08/2014; Portal G1 de Notícias. Disponível em: <http://www.g1.globo.com/politica/>. Acesso em 08/08/2014; Portal do Partido Socialista Brasileiro. Disponível em: <http://www.psb40.org.br/>. Acesso em 08/08/2014; Portal do Partido dos Trabalhadores. Disponível em: <http://www.pt.org.br/>.Acesso em 08/08/2014; Portal PT na Câmara. Disponível em: <http://www.ptnacamara.org.br/>. Acesso em 08/08/2014; Portal do Tribunal Superior Eleitoral. Disponível em: < http://www.tse.jus.br/> acesso em 14/06/2014.

 

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados